Nelson Perez/Fluminense FC
Nelson Perez/Fluminense FC

Com Fluminense em reformulação, Kenedy espera mais espaço

Esta nova realidade de nomes baratos agrada o atacante, que confia em um time forte para a próxima temporada em 2015

Estadão Conteúdo

28 de dezembro de 2014 | 12h52

O término da parceria com a Unimed e a diminuição das receitas geraram o início de uma grande reformulação no Fluminense para 2015. A saída de alguns medalhões deve dar espaço aos jovens e um dos que devem ter mais oportunidades na próxima temporada é o atacante Kenedy, que aproveitou as chances que teve em 2014 e espera por um ano ainda melhor.

"O ano de 2014 foi um ano especial para mim, por tudo o que aconteceu. Tive a possibilidade de realizar grandes sonhos. Acredito que 2015 será ainda melhor. Nossa diretoria vem trabalhando para nos deixar mais fortes e sei que a torcida vai nos apoiar, pois está percebendo todo o esforço que está sendo feito. Estamos aqui nas férias descansando, mas de olho no que está acontecendo. Vai ser um ano especial para a gente que veio da base e acredito que estamos prontos para ajudar", disse ao site do clube.

Em 2014 o Fluminense falhou na tentativa de chegar à Libertadores. Para o ano que vem, não contará com nomes como Rafael Sobis, Carlinhos, Diguinho, Valencia, Fabrício e Bruno. Chiquinho e Walter também devem sair. Para suprir as saídas, já chegaram sete jogadores, sendo que somente o meia Marlone é mais conhecido do torcedor.

Esta nova realidade de nomes baratos agrada Kanedy, que confia em um time forte para a próxima temporada. "Poderíamos ter ido melhor no Brasileiro e em outras competições. Nosso time é bom, mas não deu, infelizmente acontece no futebol. Fizemos um bom papel e em 2015 vamos lutar muito para fazer ainda mais. Vejo meus companheiros e tenho certeza de que podemos surpreender muita gente. Vamos trabalhar muito, nos preparar bem e com o apoio da torcida buscar grandes resultados."

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFluminenseKenedy

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.