Lucas Merçon/Fluminense
Lucas Merçon/Fluminense

Com focos distintos na temporada, Fluminense e Vasco duelam no Maracanã

Equipe tricolor tem de manter concentração apesar de pensar na Sul-Americana; alvinegro não pode descuidar da briga contra a degola

Estadão Conteúdo

03 Novembro 2018 | 07h46

O clássico que será disputado no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, às 17 horas deste sábado, pela 32.ª rodada, vai opor duas equipes com aspirações diferentes no Campeonato Brasileiro. O Fluminense mantém uma distância segura da zona de rebaixamento, por isso pode direcionar as suas atenções para a disputa da Copa Sul-Americana, enquanto que o Vasco não pode se descuidar da briga contra o descenso.

O Fluminense terá de manter a concentração na partida, apesar do duelo contra o Atlético-PR, nesta quarta-feira, pela partida de ida da semifinal da Copa Sul-Americana, fora de casa. Ao menos, o time do técnico Marcelo Oliveira poderá gozar de um mando de campo comum, algo que pouco acontece no Rio de Janeiro, já que o clássico no Maracanã terá cota de 10% dos ingressos para torcedores vascaínos.

Por estar seis pontos longe do G6 e seis na frente da zona de rebaixamento, a tendência no Fluminense é que alguns titulares sejam poupados no clássico. Machucado, o zagueiro Gum é desfalque certo, enquanto que Pedro, Gilberto, Pablo Dyego e De Amores estão lesionados há mais tempo e já não estiveram disponíveis nas últimas partidas.

"O que vivemos em 2009 foi muito legal, mas eu quero que esse ano o final seja diferente do passado. É um título muito sonhado, procuro passar minha experiência para os companheiros. A gente pode marcar nosso nome na história do clube", disse Digão em entrevista coletiva nesta sexta-feira. Provável poupado no clássico, o zagueiro revelado pelo Fluminense estava no elenco do clube que foi vice-campeão do torneio continental.

Por outro lado, o Vasco vem de um empate e uma derrota no Brasileirão e, por isso, a recuperação na tabela de classificação é ainda mais importante. O time treinado pelo técnico Alberto Valentim ocupa o 14.º lugar com 35 pontos, apenas um a mais do que a Chapecoense, a equipe com melhor campanha entre as quatro que estariam sendo rebaixadas.

A boa notícia é que o técnico vai poder repetir a escalação utilizada na rodada anterior - no empate por 1 a 1 com o Internacional, em casa. Nenhum jogador do elenco vai cumprir suspensão e os lesionados Vinícius Araújo, Lenon, Breno e Marcelo Mattos já são baixas confirmadas há algum tempo.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.