Daniel Augusto Jr.|Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr.|Ag. Corinthians

Com folga inédita na tabela, Corinthians quer recuperar jogadores cansados

Equipe terá uma semana sem jogos no meio da semana pela primeira vez na temporada

Daniel Batista, O Estado de S. Paulo

24 de abril de 2017 | 10h45

O Corinthians vai passar por uma semana especial antes da decisão contra a Ponte Preta. A equipe terá pela primeira vez em 2017 uma semana livre, sem jogos, para poder treinar e se preparar visando a decisão do Estadual. O técnico Fábio Carille lamenta que a folga na tabela seja em decorrência de uma eliminação na Copa do Brasil, entretanto, espera aproveitar o tempo livre para recuperar os atletas fisicamente.

“Infelizmente temos uma semana limpa, pois queríamos tanto ter passado na Copa do Brasil, mas infelizmente isso não aconteceu. Agora chegamos em força igual com a Ponte na questão de preparação. Teremos tempo de recuperar os atletas e muitos estão jogando com dores. A partir de quarta, vamos nos preparar bem até a final”, disse o treinador.

O elenco folga nesta segunda-feira e retorna aos treinamentos na terça-feira. Alguns atletas têm reclamado de muito cansaço e chegaram a ser poupados, como Jadson e Rodriguinho. Um dos atletas que mais jogou na temporada, Jô é quem mais pode se aproveitar dos dias sem jogos.

O atacante, autor do gol de empate com o São Paulo, no domingo, anda cheio de moral com Carille e isso ajuda a explicar o motivo de ter sido tão utilizado. “Desde o começo do ano ele foi muito esforçado. Lembro que ele reclamou de cansaço no jogo contra o Audax, em Osasco. Tive uma conversa com ele: 'Jô, você está sendo muito homem de dizer que não vai jogar, porque o Kazim pode entrar, fazer o gol e aí?' Aconteceu de o Kazim marcar e seguir titular. Mesmo assim, antes do clássico contra o Palmeiras ele foi o que mais falou no vestiário. Só tenho que agradecer o comportamento dele”, afirmou Carille. 

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.