Com força máxima, Equador quer parar Wanchope

O técnico do Equador, o colombiano Luis Fernando Suárez, recebeu três boas notícias nos treinos desta segunda-feira, em Bad Kissingen. O meia Edison Méndez, com dores intestinais, o zagueiro Iván Hurtado e o atacante Carlos Tenorio, que estavam contundidos, treinaram normalmente com o restante do elenco."Já estou bem e o médico me deu alta, não foi nada grave. Estou preparado para enfrentar a Costa Rica", explicou Méndez. Durante os treinos desta segunda, Suárez treinou exaustivamente jogadas táticas para reforçar a marcação no meio-de-campo, principalmente para impedir que a bola chegue ao atacante costarriquenho Paulo Wanchope, que marcou dois gols contra a Alemanha.Para o meia Méndez, o Equador possui um padrão de jogo eficiente e pode enfrentar qualquer adversário no Mundial. "Estamos definidos, seja contra Costa Rica, Brasil ou Argentina. Está é uma equipe madura, que planeja bem as coisas", explicou.Na estréia da Copa, o Equador derrotou a Polônia por 2 a 0, enquanto a Costa Rica foi goleada pela Alemanha por 4 a 2. As duas seleções se enfrentam na próxima quinta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.