JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Com força máxima, Palmeiras fecha preparação para clássico em treino fechado

Ricardo Goulart e Gustavo Scarpa voltam à equipe após não participarem do jogo da Libertadores no meio da semana

Redação, Estadao Conteudo

06 de abril de 2019 | 17h54

Com mais um treinamento fechado comandado por Luiz Felipe Scolari, o Palmeiras fechou na manhã deste sábado, na Academia de Futebol, a sua preparação para enfrentar o São Paulo no jogo de volta da semifinal do Campeonato Paulista, neste domingo, às 16 horas, no Allianz Parque.

Por meio de nota publicada em seu site oficial, o clube não divulgou informações sobre o treinamento, mas fotos divulgadas nas redes sociais do time alviverde mostraram que Felipão contou com força máxima no campo neste trabalho final para encarar os são-paulinos.

O Palmeiras também publicou uma foto do atacante Willian correndo em campo. Ele segue o seu processo de recuperação de uma cirurgia no joelho direito, realizada no final do ano passado, após se machucar no confronto em que o Palmeiras garantiu o título do Campeonato Brasileiro.

Apesar de já treinar fisicamente, Willian ainda deve demorar um tempo para ficar à disposição de Felipão, tanto que a previsão é de que não volte a atuar antes de junho. O atleta se lesionou justamente ao dar o passe para o gol de Deyverson na vitória por 1 a 0 sobre o Vasco, em 25 de novembro, em São Januário, resultado que assegurou a conquista do Brasileirão.

A provável escalação do Palmeiras no clássico deste domingo é a seguinte: Weverton; Mayke, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo e Bruno Henrique; Dudu, Ricardo Goulart e Gustavo Scarpa; Deyverson.

Goulart e Scarpa deverão ser escalados novamente como titulares depois de terem desfalcado a equipe na derrota por 1 a 0 para o San Lorenzo, na última terça-feira, na Argentina, pela Copa Libertadores. O primeiro deles não viajou até Buenos Aires para poder realizar um trabalho de fortalecimento físico em São Paulo, enquanto Scarpa chegou a desembarcar em solo argentino, mas retornou ao Brasil na véspera do jogo do torneio continental devido ao falecimento de sua avó.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.