KaWijKo Media/AP
KaWijKo Media/AP

Com fratura na costela, argentino Agüero tranquiliza fãs após alta

Manchester City não divulgou quanto tempo o atacante ficará afastado da equipe

Estadão Conteúdo

29 de setembro de 2017 | 15h46

O atacante Sergio Agüero utilizou as redes sociais nesta sexta-feira para tranquilizar seus fãs após o grave acidente automobilístico sofrido na noite da última quinta. Ele confirmou que sofreu uma fratura na costela com o impacto da batida, mas celebrou o retorno para casa após alta médica.

"Gostaria de agradecer a equipe do Hospital Universitário de Amsterdã por seus cuidados e apoio. Tiro o chapéu para todo o time. Agora já estou em casa, em Manchester, após ser examinado pelos médicos do City. Tenho uma fratura na costela. Dói, mas estou bem, completamente focado na recuperação", escreveu em sua página no Twitter.

Agüero estava na Holanda na última quinta-feira para acompanhar um show do cantor colombiano Maluma em seu dia de folga. Ao lado de um amigo, ele ia de táxi para o aeroporto para retornar à Inglaterra, mas o motorista do veículo perdeu o controle e chocou-se violentamente com um poste.

+ City confirma ruptura no ligamento e Mendy passará por cirurgia

"O táxi em que eu estava realizou uma curva errada e se chocou com um poste. Foi uma batida muito forte, mas os cintos de segurança preveniram que o pior acontecesse", explicou o argentino.

O Manchester City não especificou a previsão de afastamento de Agüero, mas há a possibilidade de que ele não atue mais em 2017. O certo é que ele não estará em campo quando a equipe encarar o Chelsea, em Londres, neste sábado, pela sétima rodada do Campeonato Inglês.

Agüero também deverá se tornar desfalque para a seleção argentina. Em situação delicada na luta por uma vaga na Copa do Mundo do ano que vem, o país encerra as Eliminatórias contra Peru, em casa, e Equador, fora. O corte do jogador deverá ser confirmado nas próximas horas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.