Bruno Cantini / Atlético-MG
Bruno Cantini / Atlético-MG

Com Fred e Robinho, Atlético-MG desafia boa fase do Inter pela Primeira Liga

Ambas as equipes devem entrar com times reservas pelas quarta de final de do torneio

Leandro Silveira, Estadão Conteúdo

30 de agosto de 2017 | 06h26

A Copa da Primeira Liga está sendo deixada em segundo plano pelos clubes participantes, mas o confronto desta quarta-feira, às 19h30, entre Internacional e Atlético Mineiro, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, tem o seu valor para os renomados atacantes Fred e Robinho e também para a equipe gaúcha, pela possibilidade de título na temporada em que disputa a Série B do Campeonato Brasileiro.

Como parece ser quase uma regra entre quase todos os participantes da Copa da Primeira Liga, Internacional e Atlético Mineiro vão entrar em campo sem vários titulares nesta quarta-feira. O confronto, ainda assim, será importante para dois jogadores que reveem os seus antigos clubes: o meia Valdívia, hoje no time mineiro, e o atacante Carlos, atualmente na equipe gaúcha.

Carlos, aliás, será um dos reservas escalados pelo técnico Guto Ferreira no duelo contra o Atlético Mineiro, que tentou, sem êxito, antecipar o seu retorno do período de empréstimo. O Internacional só tem compromisso na Série B em 9 de setembro, mas ainda assim o treinador optou por dar um descanso aos titulares, deixando os suplentes com o desafio de ampliar o ótimo momento do time na temporada.

Após muita oscilação desde o início do ano, o Internacional venceu as últimas seis partidas que disputou na Série B e assumiu a liderança da segunda divisão nacional, dando alívio a Guto Ferreira e ao torcedor, que viu a equipe abrir uma vantagem de oito pontos para o primeiro time fora da zona de acesso à primeira divisão do futebol brasileiro.

Se a volta à elite nacional já parece encaminhada, a Copa da Primeira Liga pode ajudar a recuperar a autoestima do Internacional. Nesta temporada, o time foi vice-campeão gaúcho e já está fora da Copa do Brasil. Por isso, o torneio é a única chance de conquista da equipe em um torneio com times da primeira divisão nacional.

Ao menos na fase de grupos, o time se saiu bem. O Internacional liderou a sua chave - A - com vitórias sobre Fluminense, Brasil-RS e Criciúma, tendo 100% de aproveitamento. E agora pegará um adversário que fez apenas quatro pontos na primeira fase - o Atlético Mineiro perdeu o clássico para o Cruzeiro, venceu o Joinville e empatou com a Chapecoense.

O time mineiro também vai preservar os seus principais jogadores para a sequência do Brasileirão, torneio onde tenta encontrar uma regularidade para conquistar uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores, algo tratado como obrigação pelos seus dirigentes.

De qualquer forma, a eliminação na Copa da Primeira Liga para um adversário que está na Série B, ainda que um dos mais tradicionais clubes do futebol nacional, pode aumentar a pressão sobre o ainda incipiente trabalho do técnico Rogério Micale, ainda mais depois da traumática eliminação nas oitavas de final da Copa Libertadores.

Além de Valdívia, as exceções entre os titulares escalados são o lateral-direito Marcos Rocha e o zagueiro Gabriel. Mas as atenções estarão voltadas para dois jogadores que ganharam recentemente status de reserva - Robinho e Fred - no clube, mas que possuem larga experiência e participação em Copas do Mundo pela seleção brasileira.

O desafio contra o Internacional, portanto, é a chance para ambos mostrarem que podem ser titulares com Rogério Micale no Atlético Mineiro. A situação mais delicada é de Robinho, que vem sendo figura constante no banco de reservas, nem sendo acionado em alguns jogos, como ocorreu no último fim de semana, no triunfo sobre a Ponte Preta, em Campinas (SP).

Já Fred perdeu a sua vaga após sofrer lesão, por ainda não estar com o condicionamento físico ideal depois de ser liberado pelo departamento médico. Recuperar o faro de gol nesta quarta-feira no estádio Beira-Rio pode ser o passo decisivo para o centroavante reconquistar a titularidade do time em que é o artilheiro na temporada, com 23 gols marcados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.