Com Gabriel, Santos joga contra o Inter em busca do G4

Motivado pela vitória contra o Goiás, o Santos quer surpreender o Internacional, nesta terça-feira, às 19h30, no estádio do Vale, em Novo Hamburgo (RS), em jogo adiado da 10.ª rodada do Campeonato Brasileiro, para encurtar a distância que o separa do G4, saindo da nona colocação, com 25 pontos, para a sétima. Se ganhar também do Náutico, no próximo dia 25, na Vila Belmiro, o outro duelo remarcado em razão do amistoso contra o Barcelona no começo de agosto, o Santos ficará a três pontos do Atlético Paranaense, o atual quarto colocado.

SANCHES FILHO, Agência Estado

10 de setembro de 2013 | 08h32

O garoto Gabriel, de 17 anos, deverá ser a principal novidade do time depois de ter ficado fora nos três últimos jogos em razão de sua convocação para a seleção brasileira sub-17. Antes de se apresentar em Itu (SP) para a semana de preparação da equipe nacional, ele saiu do banco de reservas para marcar o gols da vitória por 1 a 0 contra o Grêmio, no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, e na partida seguinte, diante do Vitória, abriu o marcador.

Gabriel só deixou de estrear no Maracanã, contra o Fluminense, por ter sido vetado pelos médicos, minutos antes do início da partida, em razão de uma arritmia. Os exames realizados não apontaram nenhum anormalidade e o mal-estar deve ter sido de fundo emocional. Agora, depois de ficar uma semana apenas treinando em Itu como parte da preparação do Brasil para o Mundial Sub-17 (entre outubro e novembro nos Emirados Árabes Unidos), o garoto está de volta.

"Temos que pensar grande e aproveitar a sequência de três jogos em seis dias para subir na tabela (de classificação)", disse Gabriel, que vai disputar o seu 10.º jogo como profissional. A sua escalação ainda não é oficial porque o técnico Claudinei Oliveira não concedeu entrevista nesta segunda e só vai anunciar a formação o time pouco antes do início da partida. Mas, pelo critério do treinador, o seu retorno está assegurado porque não saiu da equipe por motivo técnico.

Antes do rachão desta segunda, no CT Rei Pelé, Claudinei Oliveira reuniu os jogadores no centro do campo e pediu empenho de todos para que a equipe não repita as fracas atuações que teve na derrota contra o Atlético Paranaense, em Curitiba, e na vitória diante do Goiás, no último sábado, na Vila Belmiro. "A gente sabe que o time não foi bem contra o Goiás, mas não faltou vontade. O que Claudinei disse é que vamos precisar de pegada e determinação para termos chance de ganhar porque o Internacional é muito forte, principalmente quando joga em casa. Além disso, eles vêm de vitória contra o Corinthians e da virada contra a Ponte", afirmou o lateral-esquerdo Émerson Palmieri.

Émerson é mais um garoto formado na base santista e entrou na lateral esquerda contra o Goiás depois da má atuação de Léo na derrota no Paraná. Ele encara o jogo desta terça como mais uma oportunidade para mostrar que está pronto para disputar a posição com o chileno Mena, que deve voltar ao time contra o Flamengo, na quinta, após atuar pela seleção do seu país no amistoso contra a Espanha, nesta terça, em Genebra.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoSantos FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.