Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Julio Muñoz/EFE
Julio Muñoz/EFE

Com Ganso aplaudido, Sevilla bate Celta e mantém vantagem por Liga dos Campeões

Vitória por 2 a 1 faz equipe empatar em 68 pontos com o Atlético de Madrid, mas permanece em quarto na tabela

Estadão Conteudo

27 de abril de 2017 | 17h46

Com boa atuação do meia brasileiro Paulo Henrique Ganso - que iniciou a partida como titular -, o Sevilla venceu o Celta por 2 a 1, nesta quinta-feira, em Sevilha, pela 34.ª rodada do Campeonato Espanhol. O resultado dá tranquilidade à equipe na luta por uma vaga na Liga dos Campeões da Europa.

O Sevilla subiu para 68 pontos na tabela de classificação, junto com o Atlético de Madri (mas atrás nos critérios de desempate), e abriu oito de vantagem para o Villarreal, concorrente na briga para estar na principal competição europeia na próxima temporada.

O Celta permanece na 11.ª posição, com 44 pontos, sem chances de disputar postos nos torneios da Uefa, via Campeonato Espanhol - está nas semifinais da atual Liga Europa contra o Manchester United -, mas bastante tranquilo em relação à possibilidade de rebaixamento na liga.

Logo aos 11 minutos de jogo, o ex-são-paulino Paulo Henrique Ganso chutou de longe com perigo para o goleiro adversário. As 22 ocorreu o primeiro grande susto imposto pelo Sevilla ao time de Vigo, quando o meio-campista Iborra aproveitou um cruzamento da direita e cabeceou no pé da trave do goleiro Alvarez. O time da casa continuou pressionando o adversário, mas o primeiro tempo terminou sem gols.

No início da etapa final, aos 2 minutos, o Sevilla abriu o placar em um golaço de Correa, que avançou pela direita, tirou três defensores do Celta da jogada e bateu de perna esquerda da entrada da área. Mas os torcedores não tiveram muito tempo para comemorar a vantagem. Aos 7, o zagueiro Lenglet puxou acintosamente um adversário dentro da área. Pênalti para o clube de Vigo marcado pelo árbitro Jesus Gil e convertido por Iago Aspas.

A partida ficou bastante tensa após o empate do Celta. Os jogadores passaram a entrar mais duros nos lances. Escudero perdeu uma grande chance de recolocar o Sevilla na frente do placar ao mandar na trave uma bola após um contra-ataque puxado por Correa. Aos 28, o time da casa colocou mais uma bola na trave do adversário.

Mas, aos 33 minutos, o Sevilla pulou à frente do placar mais uma vez. Ben Yedder escorou uma bola que veio da esquerda para fazer 2 a 1. Curiosamente, os gols da equipe foram marcados por jogadores que haviam perdido a posição de titular no time do técnico argentino Jorge Sampaoli (Yedder e Correa).

Aos 41 minutos, Paulo Henrique Ganso foi substituído por Kranevitter e saiu aplaudido pelos torcedores que compareceram ao estádio Ramón Sánchez Pizjuán. Na próxima rodada, a 35.ª do Campeonato Espanhol, o Sevilla sai para enfrentar o Málaga, 14.º colocado. O Celta receberá o Atlético de Madrid, terceiro na tabela de classificação, mas muito distante dos líderes Barcelona e Real Madrid (ambos com 78).

RODADA

Em outro jogo nesta quinta-feira pelo Campeonato Espanhol, Alavés e Eibar empataram em 0 a 0. O confronto teve muitos cartões amarelos para ambas as equipes e uma expulsão ainda no primeiro tempo (Asier Riesgo, do Eibar).

O Alavés ocupa a 10.ª posição com 45 pontos, enquanto que o Eibar - que havia perdido para o Atlético de Madrid em um lance no fim do duelo, na rodada anterior - permanece estacionado na 8ª colocação com 51 pontos, ainda mais distante da luta por uma vaga na Liga Europa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.