Marco Bertorello/AFP
Marco Bertorello/AFP

Com gol brasileiro, Juventus ganha e mantém perseguição ao Napoli

Douglas Costa marca na vitória por 1 a 0 sobre o Genoa

Estadão Conteúdo

22 Janeiro 2018 | 20h18

Com a disputa pelo título do Campeonato Italiano cada vez mais monopolizada por Napoli e Juventus, qualquer tropeço dos dois concorrentes pode ser fatal pata terminar a temporada sem a taça. Um dia depois dos napolitanos, na liderança, venceram a Atalanta, a equipe de Turim recebeu o Genoa, nesta segunda-feira, no Juventus Stadium, pela 21.ª rodada, com a obrigação de ganhar. E coube ao atacante brasileiro Douglas Costa o papel de protagonista ao marcar o gol da vitória por 1 a 0.

+ Cagliari se reforça com jovem atacante colombiano e lateral grego

Com os três pontos, a Juventus chegou aos 53 e segue um atrás do Napoli. Bem distante dos dois rivais na tabela de classificação estão Lazio e Internazionale, com 43 pontos cada, e Roma, com 40. Os dois times romanos farão nesta quarta-feira jogos adiados ainda do primeiro turno e se igualarão aos demais concorrentes em número de partidas.

Neste sábado, pela 22.ª rodada, a Juventus entrará em campo antes do Napoli. Enfrentará fora de casa o Chievo Verona, enquanto que os napolitanos receberão o Bologna no domingo. O Genoa, em 15.º lugar com 21 pontos - ainda ameaçado pelo rebaixamento -, jogará no domingo contra a Udinese, em Gênova.

Em campo, a Juventus buscou impor o seu ritmo de jogo desde o início e a pressão surtiu efeito logo aos 15 minutos. Douglas Costa ganhou na dividida e deu a bola no pé do centroavante Mandzukic. O croata devolveu o belo passe e deu a assistência para o brasileiro marcar na saída do goleiro argentino Perin.

Em desvantagem, o Genoa não conseguia sair de seu campo de defesa. Tanto que só conseguiu chutar a primeira bola contra o gol da Juventus aos 29 minutos do primeiro tempo, mas sem perigo para a meta defendida pelo goleiro polonês Szczesny.

Na segunda etapa, o Genoa tentou ir mais para o ataque, apostando na troca de passes para encontrar espaços. Mas a eficiente marcação da Juventus dificultou as coisas para os atacantes do time genovês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.