Alessandro Di Marco|AP
Alessandro Di Marco|AP

Com gol de Balotelli, Milan bate time da 3.ª divisão na Copa da Itália

Polêmico atacante garantiu vitória sobre o Alessandria

Estadão Conteúdo

26 Janeiro 2016 | 20h19

Com muitas dificuldades para furar o bloqueio adversário, o Milan contou com um gol de Mario Balotelli para vencer o Alessandria, da terceira divisão italiana, por 1 a 0, nesta terça-feira, no jogo de ida das semifinais da Copa da Itália, realizado no Estádio Olímpico de Turim. A partida de volta está marcada para o dia 29 de fevereiro, no San Siro.

Após ficar quatro meses sem atuar pelo Milan, Balotelli havia retornado ao time no último final de semana, quando entrou em campo no empate por 2 a 2 contra o Empoli. Nesta terça, o centroavante voltou a balançar as redes em uma cobrança de pênalti.

Desde o início da partida, o Alessandria mostrou que iria se fechar e tentar contragolpes. Assim, somente o Milan dominou a posse de bola e criou chances, mas a retranca do adversário se postou muito bem. Somente aos 33 o time de Milão conseguiu criar uma oportunidade mais clara de gol, quando Poli finalizou forte para boa defesa do goleiro.

Aos 39, Balotelli teve uma boa chance, mas tentou encobrir o goleiro e mandou para fora. Entretanto, no último minuto do primeiro tempo, ele conseguiu balançar as redes. Antonelli foi derrubado dentro da área e a arbitragem assinalou pênalti. Na cobrança, o centroavante cobrou no canto direito e viu o goleiro pular para a esquerda. Foi o primeiro gol de Balotelli desde 22 de setembro de 2015.

Na segunda etapa, o Milan tentou voltar com alta intensidade, mas pouco levou perigo ao adversário. Pelo Alessandria, que se soltou um pouco, a principal chance aconteceu aos 25 minutos, quando Bocalon chutou com perigo, mas para fora.

Pouco antes do apito final, o Milan ainda desperdiçou uma chance de ampliar o marcador e garantir uma melhor vantagem para o jogo de volta. Niang recebeu pela esquerda, aos 37, e chutou cruzado, mandando a bola na trave do adversário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.