Divulgação/Grêmio
Divulgação/Grêmio

Com gol de calcanhar de Ramiro, Grêmio vence e assume vice-liderança no Gaúcho

Tricolor gaúcho sente falta do meia Douglas, mas faz o suficiente para garantir o resultado

Estadão Conteudo

12 Fevereiro 2017 | 19h38

O Grêmio encontrou bastante dificuldade, mas conseguiu vencer o Passo Fundo por 1 a 0 neste domingo, em sua Arena, pela terceira rodada do Campeonato Gaúcho. Um gol de calcanhar de Ramiro selou o resultado, que levou o time à vice-liderança da competição com seis pontos, a um do São Paulo-RS, que está na primeira colocação.

O time tricolor sentiu a falta do meia Douglas, que na última semana sofreu uma ruptura de ligamento do joelho esquerdo e deve desfalcar a equipe por seis meses. Bolaños recebeu a missão de substituir o camisa 10.

O único gol da partida saiu nos acréscimos da primeira etapa. Marcelo Oliveira mandou na área e Ramiro, de costas para o gol, deu um toque de calcanhar para matar o goleiro e abrir o marcador.

No segundo tempo, com um pouco mais de espaço, o Grêmio criou mais oportunidades de gol, mas não conseguiu superar o goleiro adversário. Aos 20, Ramiro novamente chutou para defesa de Fernando Júnior.

Na sequência, Bolaños fez grande jogada, driblou dois adversários e tocou para Fernandinho. O atacante cortou Rodolfo Mol, mas mandou para fora. Sem ser assustado pelo adversário, o Grêmio passou a tirar um pouco o pé na segunda metade da etapa final.

O atacante Luan, que vinha tendo atuação discreta, precisou ser substituído por causa de dores no tendão patelar e preocupa. O jogador deverá passar por exames nesta segunda-feira para saber a gravidade da lesão.

A quarta rodada do Campeonato Gaúcho está marcada para o próximo final de semana. O Grêmio receberá o São José no domingo. No mesmo dia o Internacional entrará em campo pressionado contra o Passo Fundo, fora de casa. O time colorado é o antepenúltimo colocado, com apenas dois pontos, e corre o risco de terminar o jogo na lanterna da competição.

Mais conteúdo sobre:
Grêmiofutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.