Divulgação/Cruzeiro Site Oficial
Divulgação/Cruzeiro Site Oficial

Com gol de Dedé, Cruzeiro supera Botafogo e vence a 1ª no Brasileirão

Time mineiro deixa a zona de rebaixamento e sobe para a região intermediária da tabela, com quatro pontos

Estadão Conteúdo

06 Maio 2018 | 18h42

Demorou, mas chegou. O Cruzeiro aproveitou o bom momento pelas goleadas na Copa Libertadores para conquistar a primeira vitória neste Campeonato Brasileiro. Na tarde deste domingo, no Mineirão, em Belo Horizonte, o time mineiro derrotou o Botafogo, por 1 a 0, em jogo válido pela quarta rodada. Dedé fez o único gol do jogo.

+ TEMPO REAL - Confira os lances da partida

+ Confira a tabela de classificação do Campeonato Brasileiro

+ Com recorde de público no Maracanã, Fla vence Inter e mantém a liderança

+ De virada, Fluminense bate o Vitória em Salvador e reage no Brasileirão

+ Palmeiras bate o Atlético-PR fora de casa e sobe para 2º no Brasileirão

Com o resultado, o Cruzeiro deixou a zona de rebaixamento e subiu para a região intermediária da tabela, com quatro pontos. O Botafogo, por outro lado, perdeu a invencibilidade e se distanciou dos primeiros colocados, com cinco pontos.

Bem organizado, o Botafogo surpreendeu o Cruzeiro no início da partida, com marcação pressão e chutes a gol. Logo aos cinco minutos, Brenner recuperou a bola na entrada da área e bateu colocado, assustando o goleiro Fábio. Os donos da casa demoraram a se soltar e sofreram com a marcação forte em cima de Thiago Neves e Arrascaeta.

Enquanto isto, o Botafogo seguia assustando. Em cobrança de falta da lateral, Léo Valencia tentou surpreender Fábio batendo por cobertura. A bola tocou no travessão e saiu para a linha de fundo. Em meio ao equilíbrio da primeira etapa, o Cruzeiro tentou acelerar o ritmo na reta final da primeira etapa.

Usando a velocidade pelas pontas com Rafinha e Egídio, o Cruzeiro teve boas oportunidades. Arrascaeta tentou de voleio, mas não pegou bem na bola e facilitou para Jefferson. Em seguida, Léo tentou no jogo aéreo após cobrança de escanteio e errou por pouco.

O equilíbrio seguiu no segundo tempo. Logo no início, aos 13 minutos, o Botafogo teve boa chance de marcar com Brenner. O centroavante aproveitou cruzamento de Gilson e deu um leve desvio, obrigando Fábio a fazer a defesa. Ao ver seu time com dificuldades para entrar na defesa adversária, o técnico Mano Menezes mexeu no time trocando Sassá por Raniel. Na primeira vez que foi acionado, o centroavante tabelou com Rafinha e finalizou forte, obrigando Jefferson a fazer a defesa.

O lance iniciou a pressão cruzeirense dentro de campo. Com mais posse de bola, o time mineiro foi para cima e viu Jefferson tentar estragar a festa com outra grande defesa em finalização de Rafinha. Aos 26 minutos, no entanto, o goleiro não pode fazer nada. Depois de cobrança de escanteio de Arrascaeta, o zagueiro Dedé subiu no meio da marcação e testou firme.

O Botafogo tentou reagir e foi para o tudo ou nada com a entrada de Kieza na vaga de Rodrigo Lindoso, mas deixou espaços. Arrascaeta, homem mais criativo do Cruzeiro durante toda partida, recebeu de Raniel, mas parou em Jefferson novamente. Enquanto isto, o time carioca seguia insistindo nas jogadas de força buscando os centroavantes. As chances, no entanto, não apareceram e a vitória cruzeirense foi confirmada.

No final da partida, o que mais chamou atenção foi uma discussão ríspida entre Alberto Valentim, treinador do Botafogo, e Robertinho, preparador de goleiros do Cruzeiro. O técnico botafoguense estava reclamando de um possível toque de mão de Dedé dentro da área após cruzamento. O membro da comissão técnica cruzeirense não gostou e a discussão teve início. Na descida para o túnel, após o final da partida, os dois tiveram que ser contidos por seguranças.

Enquanto o Cruzeiro ganha uma semana para trabalhar e volta a campo apenas no próximo domingo contra o Sport, às 11 horas, novamente no Mineirão, em Belo Horizonte, o Botafogo encara uma pequena maratona. No meio de semana, enfrenta o Audax Italiano, às 21h45, pela Copa Sul-Americana. Em seguida, fará o clássico com o Fluminense, no dia 14 (segunda-feira), às 20 horas, no Engenhão.

FICHA TÉCNICA:

CRUZEIRO 1 x 0 BOTAFOGO

CRUZEIRO - Fábio; Lucas Romero, Dedé, Léo e Egídio; Henrique, Lucas Silva, Arrascaeta e Thiago Neves (Robinho); Rafinha (Bruno Silva) e Sassá (Raniel). Técnico: Mano Menezes.

BOTAFOGO - Jefferson; Marcinho, Joel Carli, Igor Rabello e Gilson; Rodrigo Lindoso (Kieza), Matheus Fernandes, Renatinho e Léo Valencia (João Pedro); Rodrigo Pimpão (Luiz Fernando) e Brenner. Técnico: Alberto Valentim.

GOL - Dedé, aos 26 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Henrique (Cruzeiro); Luiz Fernando e Matheus Fernandes (Botafogo).

ÁRBITRO - Leandro Bizzio Marinho (SP).

RENDA - R$ 391.830,00.

PÚBLICO - 17.049 pagantes (20.908 no total).

LOCAL - Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.