Ueslei Marcelino/Reuters
Ueslei Marcelino/Reuters

Com gol de estreante, Flamengo bate o lanterna e se distancia da zona da degola

Com o resultado, o time rubro-negro se distanciou da briga contra o rebaixamento, passou a somar 31 pontos e subiu para a 14.ª posição

Agência Estado, Rubens Santos

23 de setembro de 2012 | 15h44

GOIÂNIA - O Flamengo finalmente quebrou o jejum de sete partidas sem vitórias no Campeonato Brasileiro. A equipe carioca derrotou, de virada, o Atlético-GO por 2 a 1, neste domingo, no Serra Dourada, pela 26.ª rodada da competição. Com o resultado, o time rubro-negro se distanciou da briga contra o rebaixamento, passou a somar 31 pontos e subiu para a 14.ª posição.

"Uma arrancada, agora, nos leva a sonhar com coisas maiores", disse o diretor de futebol, Zinho. "Está na hora de vencer, e agora temos uma sequência forte contra Atlético-MG e Fluminense, mas o elenco é bom, concentrado. É preciso almejar coisas maiores".

O Atlético-GO permanece na lanterna, e depende da combinação de milagres para escapar da degola. "Vencer é fundamental para quem precisa avançar para permanecer na Série A no ano que vem", disse o treinador Arthur Neto.

Na próxima rodada, o Atlético-GO pega o Náutico, nos Aflitos, no Recife, domingo, às 18h30. Já o Flamengo faz o clássico diante do Fluminense, no mesmo dia, às 16h no Engenhão.

Os gols deste domingo começaram a sair no primeiro tempo e o Atlético-GO saiu na frente logo aos 10 minutos. Diogo Campos recebeu pela direita e cruzou, Joilson acertou o canto de Felipe e abriu o placar.

Prestigiado pela torcida o Flamengo pressionou, perdeu chances com Cáceres e Vágner Love, mas alcançou o empate aos 35 minutos. O estreante Cléber Santana tabelou com Vágner Love, aproveitou a falha dos zagueiros e mandou para o fundo das redes, marcando seu primeiro gol pelo clube.

Na etapa final o Atlético-GO optou por administrar o resultado, garantiu a posse de bola, mas falhou no ataque. A defesa vacilou e o Flamengo virou. Aos 21 minutos, Vágner Love tomou a bola do zagueiro Gilson e cruzou para Liedson fazer 2 a 1. Apesar da vantagem, a sorte não sorriu para Vágner Love. Aos 37 minutos, ele cobrou pênalti de Dodó em Bottinelli e o goleiro Márcio defendeu.

ATLÉTICO-GO 1 X 2 FLAMENGO

ATLÉTICO-GO - Márcio; Marcos, Reniê, Gilson e Eron (Alexandre Oliveira); Dodó, Pituca, Ernandes e Joilson (Rayllan); Diogo Campos (Watthimen) e Patrick. Técnico: Arthur Neto.

FLAMENGO - Felipe; Wellington Silva, Frauches, Marcos Gonzálles e Ramon; Cáceres (Bottinelli), Luiz Antonio, Ibson (Amaral), Cléber Santana e Adryan (Liédson); Vágner Love. Técnico: Dorival Júnior.

GOLS - Diogo Campos, aos 10, e Cléber Santana, aos 35 minutos do primeiro tempo. Liedson, aos 20 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Paulo César Oliveira (Fifa-SP).

CARTÕES AMARELOS - Diogo Campos, Eron, Dodó.

RENDA - R$ 714.975,00.

PÚBLICO - 23.887 pagantes.

LOCAL - Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.