Com gol de Kleber, Coritiba bate Cruzeiro na estreia do Brasileirão

Em um jogo de baixo nível técnico disputado no final da noite deste sábado, no estádio Couto Pereira, o Coritiba venceu o Cruzeiro por 1 a 0, com um gol marcado pelo atacante Kleber, na estreia das duas equipes nesta edição do Campeonato Brasileiro.

Estadão Conteúdo

14 de maio de 2016 | 23h34

Para o Coritiba, o resultado foi importante para dar novo ânimo depois de ter sido atropelado pelo Atlético-PR na final do último Campeonato Paranaense. Já o time mineiro acabou tendo um princípio de bom momento freado, pois vinha de classificação antecipada à terceira fase da Copa do Brasil, que também havia servido para recolocar a equipe nos trilhos depois da eliminação diante do América-MG nas semifinais do Campeonato Mineiro.

Para completar o saldo negativo da estreia, o Cruzeiro ainda teve Lucas e Romero expulsos no segundo tempo do confronto deste sábado. O duelo, por sinal, marcou o último jogo de Geraldo Delamore como técnico interino da equipe mineira, que acaba de contratar o técnico português Paulo Bento, substituto do demitido Deivid.

A estreia do novo comandante na equipe será no próximo sábado, contra o Figueirense, às 21 horas, no Mineirão, pela segunda rodada do Brasileirão. Já o Coritiba receberá o Juventude na quinta-feira, às 19h15, em casa, pela Copa do Brasil, antes de voltar a atuar pela principal competição do País no domingo, contra o Santos, às 11 horas, na Vila Belmiro.

O JOGO

No duelo deste sábado, a etapa inicial foi de poucas emoções, mas teve o Coritiba levando perigo pela primeira vez ao gol de Fábio já aos 7 minutos, em chute de Dodô que parou no goleiro cruzeirense. Em seguida, aos 10, Élber respondeu para a equipe visitante em finalização que passou à direita do goleiro Wilson, que voltou à meta da equipe paranaense, da qual estava fora desde a primeira fase do Paranaense.

Foram dois lances raros do fraco do primeiro tempo. Na etapa final, porém, já no primeiro minuto Fábio precisou praticar bela defesa em cabeçada de Juninho após cobrança de falta de Ruy.

E a situação começou a ficar mais complicada para os cruzeirenses quando o lateral Lucas foi expulso após conseguir tomar dois cartões amarelos que consequentemente provocaram a sua expulsão. Nesta mesma última falta que provocou o cartão vermelho, Alan Santos fez outra finalização de cabeça que teve ótima defesa de Fábio.

Com um homem a mais, entretanto, o Coritiba abriria o placar pouco depois, aos 25 minutos, quando Vinícius recebeu pela esquerda e cruzou para Kléber bater de primeira no canto esquerdo baixo de Fábio: 1 a 0.

O Cruzeiro ainda tentou reagir, mas a reação se tornou inviável com nova expulsão amargada pela equipe. E desta vez de forma infantil por Lucas Romero, que pisou propositalmente nas costas de Gonzalez quando o adversário estava caído no chão. Ele levou o cartão vermelho direito e deixou seu time com dois homens a menos.

Com essa vantagem numérica, o Coritiba teve espaço de sobra para tocar a bola e ainda tentar ampliar o placar. E o segundo gol só não saiu, já nos acréscimos, por causa de uma nova defesa de Fábio e porque Thiago Lopes errou por pouco um cabeceio que passou muito perto da trave do goleiro. Mas o 1 a 0 já era suficiente para a equipe da casa somar os seus primeiros três pontos neste Brasileirão.

FICHA TÉCNICA

CORITIBA 1 X 0 CRUZEIRO

CORITIBA - Wilson; Dodô, Rafael Marques, Juninho e Carlinhos; Alan Santos, João Paulo, Ruy (Leandro) e Gonzalez (Thiago Lopes); Vinicius e Kleber. Técnico: Gilson Kleina.

CRUZEIRO - Fábio; Lucas, Leo, Bruno Rodrigo e Sánchez Miño; Lucas Romero e Henrique; Elber (Bruno Edgar), Pisano (Ariel Cabral) e Allano (Douglas Coutinho); Willian. Técnico: Geraldo Delamore (interino).

GOLS - Kleber, aos 25 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Jean Pierre Goncalves Lima (RS).

CARTÕES AMARELOS - Kleber (Coritiba); Henrique, Lucas e Léo (Cruzeiro).

CARTÃO VERMELHO - Lucas (Cruzeiro).

PÚBLICO E RENDA - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.