Josep Lago/AFP
Josep Lago/AFP

Com gol de Neymar, Barcelona derrota PSG e termina na liderança

Time catalão devolve o revés sofrido na partida disputada em Paris e acaba com a invencibilidade do rival ao fazer 3 a 1 no Camp Nou

Estadão Conteúdo

10 de dezembro de 2014 | 19h40

Com show do trio formado por Neymar, Messi e Suárez, o Barcelona derrotou o Paris Saint-Germain, de virada, pelo placar de 3 a 1, nesta quarta-feira, no Camp Nou. O time catalão devolveu o revés, de 3 a 1, sofrido na partida disputada no Parque dos Príncipes, acabou com a invencibilidade do rival e terminou a fase de grupos na primeira colocação da chave F da Liga dos Campeões.

O Barcelona encerrou sua participação no grupo com 15 pontos, desbancando o PSG, que liderava até então, com 13. As duas equipes entraram em campo nesta quarta já classificadas para a fase de mata-mata. Cumprindo tabela, o Ajax goleou o APOEL Nicosia por 4 a 0, em Amsterdã, e se despediu da Liga com cinco pontos. O time do Chipre obteve apenas um.

Em mais uma inovação do técnico Luis Enrique, o Barcelona foi a campo nesta quarta com uma formação mais ofensiva do que de costume. Quatro jogadores deram força ao setor: Lionel Messi, Neymar, Luis Suárez e Pedro. O meio-campo, um pouco esvaziado, teve Andrés Iniesta e Sergio Busquets.

Mas, apesar do poder ofensivo, não foi o Barcelona que saiu na frente. Aos 14 minutos, Lucas avançou pela direita e cruzou na área para Matuidi, que fez o pivô para Ibrahimovic, sem marcação, bater com facilidade para as redes.

Empurrado pela torcida, o Barcelona foi para cima e cercou a área francesa até buscar o empate cinco minutos depois. Em um gol todo sul-americano, Mascherano lançou pela direita para Suárez, que cruzou na área para Messi completar. Além de ampliar seu recorde na Liga, com seu 75º gol, Messi anotou seu 76º em competições europeias, igualando Raúl.

O gol deixou o PSG ainda mais acuado na defesa. À espera do momento ideal para o contra-ataque, quase marcou o segundo aos 28. Mas Lucas desperdiçou grande chance ao completar para fora cruzamento de Matuidi. Do outro lado, a defesa encabeçada por David Luiz e Thiago, a zaga titular da seleção de Felipão na Copa do Mundo, tentava oferecer resistência ao ataque catalão. Aos 38, Suárez encheu o pé em bate-rebate na área e exigiu grande defesa de Sirigu. Três minutos depois, Neymar investiu pelo meio e arriscou de longe um belo chute, que morreu no fundo das redes.

No segundo tempo, o Barcelona manteve o domínio, que passou de 60% na posse de bola na primeira etapa. O PSG, porém, deixou a retranca e passou a se arriscar mais no ataque. Aos 7, Lucas quase empatou em bate-rebate na área. O goleiro Ter Stegen salvou. A entrada de Pastore no lugar de Verratti também contribuiu para deixar os visitantes menos defensivos.

Mas nem a substituição e a entrada de Lavezzi na sequência impediram o domínio dos anfitriões. Sem levar mais sustos na defesa desde o gol, o Barcelona selou a vitória aos 31 minutos, quando Neymar finalizou rasteiro, Sirigu deu rebote e Suárez só escorou para o gol. Foi o primeiro do uruguaio diante da torcida, no Camp Nou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.