AFP
AFP

Com gol do meio de campo, Roma arranca empate com Barça

Jogo disputado na Itália termina com o placar de 1 a 1

Estadão Conteúdo

16 de setembro de 2015 | 17h53

A Roma segurou o ímpeto do poderoso Barcelona e conseguiu um bom empate na estreia da Liga dos Campeões, nesta quarta-feira. Em casa, os italianos imprimiram uma boa marcação, saíram atrás do placar, mas contaram com um gol antológico de Florenzi para arrancar o 1 a 1 no Estádio Olímpico. Luis Suárez balançou as redes pelo lado catalão.

Mesmo na Itália, o Barcelona era considerado favorito. Não só pela superioridade técnica, mas porque fez 3 a 0 nesta mesma Roma pelo torneio amistoso Joan Gamper no início da temporada. Mas Florenzi estragou a alegria catalã com um gol praticamente do meio de campo, aproveitando o posicionamento adiantado de Ter Stegen.

O jogo começou equilibrado, o Barcelona ficava com a bola mas parava na boa marcação italiana. Até os 21 minutos, quando Mathieu deu bom lançamento da intermediária para Rakitic. O meia dominou dentro da área e bateu cruzado, a bola desviou e caiu na cabeça de Suárez, que empurrou para o gol vazio.

Parecia que o Barcelona controlaria o duelo, mas aí a inspiração de Florenzi falou mais alto. Em um lance de rara beleza e precisão, aos 31, o italiano levantou a cabeça pouco depois de ultrapassar a linha do meio de campo pela direita, viu Ter Stegen adiantado e resolveu arriscar. A bola viajou, encobriu o goleiro e ainda tocou a trave antes de parar na rede, em um gol que promete ficar para a história.

O empate trouxe de volta o cenário de forte marcação romana e dificuldade do Barcelona para se desgarrar. Isso até o primeiro minuto da etapa final, quando Neymar encontrou Messi, que dominou e bateu da entrada da área. O goleiro Szczesny espalmou. Apenas um minuto depois, no entanto, o polonês precisou sair para a entrada de De Sanctis, após dividida com Suárez.

Neymar, que estava sumido até então, começava a encontrar mais espaços e voltou a ser perigoso aos 31 minutos. Ele recebeu dentro da área e, ao ameaçar devolver para Messi, tirou os marcadores. Então, ajeitou para a direita e soltou o pé, a bola desviou na zaga e passou perto.

No lance seguinte, Messi disputou na área com o zagueiro e, com muita agilidade, emendou de esquerda. A bola encobriu De Sanctis e tocou o travessão. Foi o suficiente para o jogo animar. Um minuto depois, Falqué respondeu para a Roma, mas errou a finalização. Mais um minuto e Neymar acionou Iniesta dentro da área, mas a zaga abafou bem.

Os acréscimos foram de intensa pressão catalã. Piqué, após cobrança de escanteio, e Sergi Roberto, em chute de fora da área, passaram perto, mas a zaga romana e o goleiro De Sanctis salvaram os donos da casa.

Desta forma, Barcelona e Roma largaram atrás do Bayer Leverkusen, que estreou com goleada sobre o BATE Borisov. Calhanoglu marcou duas vezes e garantiu o triunfo por 4 a 1 dos alemães, em casa. Mehmedi e Chicharito Hernández também foram às redes, enquanto Milunovic marcou o gol de honra dos bielo-russos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.