Reuters
Reuters

City vira e faz final da Copa da Liga Inglesa contra Liverpool

Segundo gol da equipe de Manchester foi muito questionado pelo Everton

Estadão Conteúdo

27 de janeiro de 2016 | 19h58

Um gol irregular no segundo tempo foi decisivo para a classificação do Manchester City à final da Copa da Liga Inglesa, o terceiro torneio entre clubes de maior importância na Inglaterra. Nesta quarta-feira, em casa, o time de Manchester precisava reverter a derrota por 2 a 1 para o Everton, em Liverpool, na ida, e obteve a vaga com a vitória por 3 a 1 de virada. Mas o segundo gol saiu de um cruzamento em que a bola já tinha saído na linha de fundo.

Com a vantagem do empate, o Everton jogou da maneira que mais gosta nesta temporada: nos contra-ataques. Em um deles, aos 18 minutos de jogo, o atacante Ross Barkley marcou um belo gol em chute de fora da área. Para azar do time de Liverpool, o Manchester City empatou pouco tempo depois. Aos 24, após rebote de chute do argentino Sergio Agüero, o volante brasileiro Fernandinho marcou após bater de primeira e ver a bola desviar no zagueiro Cleverley.

No segundo tempo, o Everton resolveu se fechar de vez e tentar a classificação com o empate. Segurou até quando deu e foi vítima de um erro da arbitragem. Aos 25 minutos, Otamendi foi à linha de fundo e quando fez o cruzamento a bola já tinha saído. O árbitro não marcou o tiro de meta e o belga Kevin de Bruyne bateu forte para virar o jogo e, àquela altura, provocar a prorrogação.

No entanto, Agüero não permitiu isso. Aos 33 minutos, após cruzamento da direita do espanhol Jesus Navas, o atacante argentino se antecipou à zaga do Everton e cabeceou certeiro no canto direito baixo do goleiro Robles para decretar a classificação do Manchester City.

O time de Manchester impediu uma decisão entre os dois clubes de Liverpool. Na última terça-feira, o Liverpool sofreu para eliminar o Stoke City na outra semifinal. A grande decisão da Copa da Liga Inglesa será em 28 de fevereiro, no estádio de Wembley, em Londres.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.