Paul Ellis/AFP
Paul Ellis/AFP

Com gol no fim, City bate Sevilla e vira vice-líder; Juventus empata

De Bruyne anota aos 46 do segundo e garante a virada para 2 a 1

Estadão Conteúdo

21 de outubro de 2015 | 19h09

O que faltou em um jogo, teve de sobra no outro. Pela terceira rodada do Grupo D da Liga dos Campeões da Europa, a Juventus teve um enorme trabalho contra o Borussia Mönchengladbach e não saiu de um empate sem gols, mesmo jogando na Itália. Já na Inglaterra, uma partida cheia de alternativas, muita emoção e vitória de virada do Manchester City sobre o Sevilla por 2 a 1, com um gol nos acréscimos do segundo tempo.

Mesmo com o empate em casa, a Juventus segue na liderança da chave, agora com sete pontos. Mas se vê ameaçada pelo Manchester City, que chegou aos seis e tomou a segunda colocação do Sevilla. O time espanhol, atual bicampeão da Liga Europa, permaneceu com três pontos, dois a mais que o Borussia Mönchengladbach, que ganhou seu primeiro ponto nesta Liga dos Campeões.

Em Manchester, o Sevilla mostrou logo que não iria se intimidar com a torcida contra. Aos 25 minutos, mandou uma bola na trave de Hart e, aos 30, abriu o placar em um erro na saída de bola inglesa. Vitolo cruzou e encontrou Konoplyanka no meio da área para marcar.

Sem se desesperar, o Manchester City conseguiu o empate seis minutos depois. Após boa jogada de Yayá Touré, Sterling chutou e o goleiro Sergio Rico espalmou. No rebote, Bony chutou errado, mas a bola desviou em Rami para entrar no gol.

No segundo tempo, os ingleses buscaram o gol a todo momento e o Sevilla procurou se defender bem para tentar algum contragolpe mortal. Ele não veio e o castigo para os espanhóis aconteceu no final. Aos 46 minutos, em outra jogada de Yaya Touré, o belga Kevin de Bruyne recebeu a bola e tocou rasteiro no canto esquerdo de Rico para decretar a vitória do Manchester City.

Já em Turim, a Juventus queria muito manter os 100% de aproveitamento. Mas encontrou pela frente uma bem postada defesa alemã, que permitiu poucas chances de gol para os italianos. No primeiro tempo, o goleiro Sommer teve pouco trabalho, já que o time da casa não conseguia acertar o último toque antes das finalizações.

Na segunda etapa, pouca coisa mudou. Aos 14 minutos, o centroavante espanhol Morata foi travado na hora do chute e perdeu a única chance que teve para marcar e, assim, manter uma série de jogos com gol na Liga dos Campeões - parou na sexta partida. Três minutos depois, a melhor oportunidade. O francês Pogba cobrou falta com categoria e só não abriu o placar por causa de uma bela defesa de Sommer.

A quarta rodada do Grupo B será disputada no dia 3 de novembro. Na Alemanha, o Borussia Mönchengladbach receberá a Juventus e, na Espanha, o Sevilla tentará dar o troco no Manchester United.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.