Andrew Boyers/Reuters
Andrew Boyers/Reuters

Com gol no fim, Arsenal bate o Sheffield e vai à semifinal da Copa da Inglaterra

Time londrino se junta ao Manchester United com lugar garantido na próxima fase; outras vagas são decididas neste domingo

Redação, Estadão Conteúdo

28 de junho de 2020 | 11h58

Muito instável neste ano, o Arsenal ainda tem chance de levantar um troféu e salvar a temporada. Neste domingo, o time londrino, com um gol no fim, derrotou o Sheffield United por 2 a 1 e avançou às semifinais da Copa da Inglaterra.

O Arsenal é o segundo time a garantir um lugar nas semifinais. Antes, no sábado, o Manchester United derrotou o Norwich e foi o primeiro a avançar. Os outros dois classificados serão definidos ainda neste domingo com os duelos Leicester City x Chelsea e Newcastle x Manchester City. O sorteio dos confrontos acontecerá logo após a definição dos quatro classificados.

Torneio de futebol mais antigo do mundo, a Copa da Inglaterra é a única competição que o Arsenal ainda tem a oportunidade de conquistar nesta temporada. O time londrino ostenta 13 troféus e é o maior vencedor. O último foi conquistado na temporada 2016/2017.

Na atual temporada, o Arsenal não conseguiu deslanchar e sofre com a irregularidade. Já foi eliminado da Liga Europa e é apenas o nono colocado da liga inglesa. Até por isso, a Copa da Inglaterra ganhou ainda mais importância para o time treinado pelo espanhol Mikel Arteta.

A classificação veio com emoção. No primeiro tempo, o Arsenal foi melhor e abriu o placar em cobrança de pênalti convertida pelo atacante marfinense Pépé. No entanto, na etapa final, o Sheffield cresceu e, depois de ter dois gols anulados, ambos retificados pelo VAR, conseguiu empatar aos 42 minutos com McGoldrick, aproveitando sobra na área.

Quando o duelo indicava que seria definido na prorrogação, Ceballos apareceu e salvou os visitantes. O meia espanhol, que entrara na metade do segundo tempo, balançou as redes aos 45 minutos em chute cruzado na saída do goleiro e definiu o triunfo da equipe londrina.

David Luiz novamente não atuou os 90 minutos. Desta vez, porém, o motivo não foi uma expulsão. O zagueiro brasileiro deixou o campo no segundo tempo com dores no joelho direito e foi substituído por Holding. Ele aplicou gelo no local e pode ser desfalque nas próximas partidas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.