Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Ari Ferreira / Bragantino
Ari Ferreira / Bragantino

Com gol no fim, Bragantino derruba Flamengo e dorme na liderança do Brasileirão

Jogo foi bastante movimentado, teve duas viradas e foi decidido por Chrigor no último minuto

Redação, Estadão Conteúdo

19 de junho de 2021 | 23h22

A noite deste sábado foi dolorosa para o Flamengo. Diante do Red Bull Bragantino, em jogo movimentado no Maracanã, com cinco gols e duas viradas, o time carioca perdeu a primeira neste Brasileirão, teve encerrada sua série invicta na temporada e ainda voltou a sofrer gols, o que não acontecia há cinco jogos. Mesmo sem Claudinho, seu principal jogador, o time paulista venceu por 3 a 2, no duelo válido pela quinta rodada.

A partida marcou o retorno de Rogério Ceni ao banco de reservas. Ele "desfalcou" o time nos últimos três jogos por ter contraído covid-19. Mas não deu sorte em sua volta. O Fla sofreu a primeira derrota em três jogos no Brasileirão. E teve finalizada a série de 16 jogos sem derrotas.

O torcedor do Fla só teve a comemorar neste sábado a grande atuação de Rodrigo Muniz. O atacante de apenas 20 anos marcou dois gols, um deles de bicicleta. Agora é o vice-artilheiro da equipe na temporada.

O atual bicampeão brasileiro estacionou nos seis pontos, no meio da tabela. Já o Bragantino vai dormir na liderança da tabela, com 11 pontos.

O primeiro tempo no Maracanã teve dois momentos distintos. E começou com o Bragantino surpreendendo a equipe carioca. Após boa chance aos 9, os visitantes abriram o placar aos 11 com um golaço. Helinho cobrou falta na área e Aderlan, quase despretensioso, tentou de chaleira e acertou o ângulo, praticamente sem defesa para Diego Alves.

Dois minutos depois, o próprio Aderlan quase ampliou, e novamente em belo lance. Após cobrança de escanteio quase rasteira na área, o lateral tentou de calcanhar e carimbou o pé da trave esquerda do goleiro rubro-negro.

O Bragantino controlava a partida e parecia prestes a ampliar o marcador. Até que Rodrigo Muniz "entrou" no jogo. Aos 15, quase empatou. Ele não perdoou a nova chance, aos 26. Michael bateu de fora da área e Muniz desviou para as redes. Incontrolável, o atacante quase virou aos 35 e também aos 36.

A essa altura, o Fla já desequilibrava as ações. Dominava o meio-campo, não se assustava na defesa e criava as melhores oportunidades. A virada veio no segundo tempo. Aos 18, mais uma vez com Muniz. E com estilo! O cruzamento de Matheuzinho foi completada por uma bicicleta do jovem atacante, direto para as redes. Foi o seu 9º gol em 19 jogos pelo time profissional do Fla.

Enquanto esbanjava eficiência no ataque, o time carioca hesitava na defesa. E o Bragantino não desperdiçou a chance de empatar novamente o duelo, aos 23 minutos. Após chute mascado de Artur, a bola sobrou alta na área e Ramires escorou de cabeça, encobrindo Diego Alves: 2 a 2.

Sem se abater com a igualdade, o Fla partiu para o ataque. Mas tinha Gerson e Diego mais discretos na partida. Vitinho era quem mais movimentava o setor ofensivo, sempre apostando em Muniz ou Bruno Henrique. As chances não surgiram com o mesmo perigo do primeiro tempo. Numa rara investida mais perigosa, Bruno Henrique cabeceou rente ao travessão, aos 44.

Do outro lado, o Bragantino foi certeiro. Em rara chance nos minutos finais, precisou dos acréscimos para virar novamente o placar. Aos 52, Chrigor escorou de cabeça na área, aproveitando falha de Rodrigo Caio na marcação, e decretou a vitória dos visitantes. O autor do gol havia acabado de entrar. A cabeçada havia sido apenas o seu segundo toque na bola neste sábado.

Na próxima rodada, o time carioca enfrentará o Fortaleza, que briga pela liderança, na quarta-feira, novamente no Maracanã. O Bragantino vai receber o Palmeiras em Bragança Paulista, no mesmo dia.


FICHA TÉCNICA:

FLAMENGO 2 x 3 RED BULL BRAGANTINO

FLAMENGO - Diego Alves; Matheuzinho, Willian Arão, Rodrigo Caio e Filipe Luís; Diego, Gerson e Vitinho; Rodrigo Muniz, Bruno Henrique e Michael (Max). Técnico: Rogério Ceni.

RED BULL BRAGANTINO - Cleiton; Aderlan, Léo Ortiz, Fabrício Bruno e Weverson (Natan); Raul, Lucas Evangelista e Ramires (Edimar); Artur, Helinho (Cuello) e Ytalo (Chrigor). Técnico: Maldonado (interino).

GOLS - Aderlan, aos 11, e Rodrigo Muniz, aos 26 minutos do primeiro tempo. Rodrigo Muniz, aos 18, Ramires, aos 23, e Chrigor, aos 52 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Bruno Henrique, Aderlan, Artur, Lucas Evangelista, Willian Arão.

ÁRBITRO - Braulio da Silva Machado (SC).

RENDA E PÚBLICO - Jogo sem torcida.

LOCAL - Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.