Com gol no fim, Vasco vence Botafogo e lidera Brasileiro

No reencontro de Seedorf e Juninho Pernambucano, o vascaíno levou a melhor. Com gol do artilheiro Alecsandro no fim do jogo, o Vasco venceu o Botafogo por 1 a 0, nesta quarta-feira, no Engenhão, e assumiu a liderança, de forma provisória, do Campeonato Brasileiro. Agora, os vascaínos torcem por um tropeço do Atlético Mineiro contra o Santos, nesta quinta, em Belo Horizonte. O atacante chegou ao seu oitavo gol no Brasileirão e o Vasco, aos 29 pontos. O Botafogo, com 17 pontos em oitavo lugar, fica mais longe da zona de classificação à Copa Libertadores.

TIAGO ROGERO, Agência Estado

25 de julho de 2012 | 22h49

A equipe comandada por Cristóvão Borges dominou o jogo. O Botafogo começou bem, com boas viradas de bola de um Seedorf mais inspirado que na estreia - mas ainda assim longe do que espera o torcedor botafoguense -, porém o Vasco logo assumiu o controle da partida e exigiu do goleiro Jefferson boas defesas. Mais uma vez no ano, os jogadores vascaínos superaram o problema dos salários atrasados (dois meses de direitos de imagens).

Ao fim do jogo, Juninho Pernambucano foi ovacionado no Engenhão. "Não tem preço, né? Nunca imaginei que fosse atingir isso na carreira, mas é isso que me motiva. Ainda tenho muito prazer em jogar nesse nível e ajudar o Vasco a vencer", disse o meia de 37 anos. Foi dele a jogada que resultou no gol da vitória. Depois de cair dentro da área, conseguiu manter o domínio da bola, se levantar e tocar para Alecsandro. Os jogadores do Botafogo, no entanto, reclamaram de antijogo do vascaíno, que teria prendido a bola.

O JOGO - Nos primeiros cinco minutos, o Botafogo chegou com perigo ao gol do Vasco por duas vezes. Mas foi só isso. Aos 10, Jefferson salvou os botafoguenses. Após cobrança de falta de Juninho Pernambucano, o artilheiro Alecsandro cabeceou sozinho na pequena área - a defesa saiu para fazer a famosa "linha burra" de impedimento -, mas o goleiro defendeu. Um minuto depois, Jefferson fez nova boa defesa após chute de Nilton, de fora da área.

Carlos Alberto ainda mandou uma bola na trave. O meia entrou com a bola na área do Botafogo, cortou os zagueiros e bateu bem, no canto. A bola não entrou por pouco. Aos 30 minutos, Wendel perdeu boa chance dentro da área. O empate ao fim do primeiro tempo calhou para o Botafogo, dominado pelo rival.

Na segunda etapa, aos 10 minutos, Carlos Alberto foi derrubado dentro da área. Jogadores e torcida do Vasco reclamaram muito, mas o árbitro Wagner Magalhães não marcou pênalti. O meia foi substituído por Felipe, que fez a sua sétima partida no Brasileirão e com isso não pode mais disputar a Série A deste ano por outra equipe. Durante a semana, o Flamengo teria tentado a contratação do atleta. Seedorf também foi substituído, cansado, aos 30.

O segundo tempo de longe não teve a boa movimentação do primeiro, mas, aos 41 minutos, Felipe tocou para William Barbio, que lançou Juninho dentro da área. O meia caiu, conseguiu levantar e, com dois zagueiros do Botafogo na sua marcação, encontrou Alecsandro sozinho, de frente para o gol. O artilheiro não perdoou.

FICHA TÉCNICA

VASCO 1 x 0 BOTAFOGO

VASCO - Fernando Prass; Auremir, Dedé, Douglas e William Matheus; Nilton, Wendel (Fellipe Bastos), Juninho Pernambucano e Carlos Alberto (Felipe); Eder Luis (William Barbio) e Alecsandro. Técnico: Cristóvão Borges.

BOTAFOGO - Jefferson; Lucas. Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo; Lucas Zen (Jadson), Renato, Andrezinho, Seedorf (Fellype Gabriel) e Vitor Júnior; Elkeson. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

GOL - Alecsandro, aos 41 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Juninho Pernambucano (Vasco); Lucas Zen e Vítor Júnior (Botafogo).

ÁRBITRO - Wagner Magalhães (RJ).

RENDA - R$ 489.125,00.

PÚBLICO - 17.778 pagantes.

LOCAL - Estádio Olímpico João Havelange (Engenhão), no Rio de Janeiro (RJ).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoVascoBotafogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.