Com gol no final, Vitória bate Botafogo por 4 a 3

Derrota deixa time de Carpegiani perto da zona de rebaixamento do Brasileirão

TIAGO DÉCIMO, Agencia Estado

20 de junho de 2009 | 18h53

Em um jogo emocionante, principalmente no primeiro tempo, o Vitória derrotou o Botafogo por 4 a 3, neste sábado, em Salvador, e garantiu sua permanência no G-4 do Campeonato Brasileiro. O time baiano chegou aos 13 pontos e, com o empate entre Palmeiras e Atlético-PR, alcançou a terceira posição da tabela. O Botafogo, com 6, mantém-se provisoriamente na 16ª colocação, perto da zona de rebaixamento.

Veja também:

lista Baixe o papel de parede dos mascotes do Brasileirão

especialVisite o canal especial do Brasileirão

especialJogue o Desafio dos Craques

lista Brasileirão - Calendário

tabela Brasileirão - Classificação

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

O Vitória começou o jogo cumprindo a promessa de muita pressão, feita pelo técnico Paulo César Carpegiani durante a semana. E, aos 12 minutos, Roger abriu o placar. Lúcio Flávio perdeu a bola no meio-campo e Carlos Alberto lançou o atacante, que mandou por cobertura.

O time da casa não diminuiu o ritmo e, aos 22, Roger marcou de novo. Depois de mais um lançamento de Carlos Alberto, o atacante dominou, driblou o zagueiro Juninho e dividiu com Renan. A bola, espirrada, entrou devagar no gol.

Sete minutos depois, o Botafogo ainda diminuiu, em uma forte cobrança de falta de Juninho. A bola passou pelo meio da barreira e deixou Viáfara sem tempo para reagir. Na sequência, o zagueiro Anderson Martins, do Vitória, avançou com a bola e chutou. Renan deu rebote, aproveitado por Adriano, que empurrou para a rede: 3 a 1.

A equipe carioca não desanimou e foi ao ataque. Aos 36, depois de um cruzamento de Alessandro, Batista mergulhou para desviar a bola de cabeça para marcar o segundo do Botafogo. E, até o fim do primeiro tempo, o jogo foi agitado, com chances perdidas pelos dois times.

O segundo tempo começou animado, mas os constantes erros de passes no meio-de-campo atrapalhavam a evolução dos times. O Botafogo, atrás no placar, era melhor e tentava pressionar o time da casa. E, aos 27, chegou ao gol de empate. Victor Simões recebeu passe de Tony dentro da área e chutou na saída de Viáfara.

O gol desanimou o Vitória e o Botafogo aproveitou para acuar o adversário. As chances surgiam - e eram perdidas - em sequência. A ponto de Viáfara virar o principal jogador do time baiano.

Aos 44 minutos, porém, Apodi desempatou o jogo. Mais uma vez, Carlos Alberto fez o lançamento, e Apodi acertou cabeça, da marca do pênalti, deixando os donos da casa novamente na frente.

O Vitória volta a jogar no próximo domingo, mais uma vez em Salvador, contra o Santo André. O Botafogo receberá o Goiás, em casa, no sábado.

Vitória 4 x 3 Botafogo

Vitória - Viáfara; Wallace, Victor Ramos e Anderson Martins; Apodi, Vanderson, Carlos Alberto, Leandro Domingues (Neto Berola) e Robson; Adriano (Robert) e Roger (Edson). Técnico: Paulo César Carpegiani.

Botafogo - Renan; Alessandro, Emerson, Juninho e Eduardo; Leandro Guerreiro, Léo Silva (Renato), Batista e Lúcio Flávio; Laio (Tony) e Victor Simões. Técnico: Ney Franco.

Gols - Roger, aos 12 e aos 22, Juninho, aos 29, Adriano, aos 30, e Batista aos 36 minutos do primeiro tempo. Victor Simões, aos 27, e Apodi, aos 44 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Leandro Domingues, Carlos Alberto e Roger (Vitória); Léo Silva (Botafogo).

Árbitro - Francisco Carlos Nascimento (AL).

Renda - R$ 191.440,00.

Público - 10.897 torcedores.

Local - Estádio Manoel Barradas (Barradão), em Salvador (BA).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.