Com gol no último segundo, Espanha bate Itália vai à final

Seleção espanhola conta com gol contra para se classificar e agora encara o Brasil no domingo

EFE,

16 de outubro de 2008 | 14h47

RIO - Com um gol marcado no último segundo, a Espanha venceu nesta quinta-feira a Itália por 3 a 2 pela semifinal do Mundial de futsal, no Rio de Janeiro. Agora, a equipe encara o Brasil em confronto decisivo marcado para o próximo domingo.Veja também:Brasil vence a Rússia e está na final do Mundial de Futsal Mundial de Futsal - Classificação, calendário e resultadosGaleria de fotos - Trajetória da seleção brasileira nos MundiaisEspecial: Histórico do Brasil no MundialA partida estava empatada em 2 a 2 até o último segundo da prorrogação, quando um gol contra de Foglia decidiu o jogo.No primeiro tempo da partida, a Espanha saiu na frente com um gol do ala Daniel, logo aos quatro minutos. No entanto, o que se viu a partir daí, foi um massacre da Itália, que queria voltar a disputar uma final de Mundial.A pressão surtiu efeito aos seis minutos da etapa final, quando Adriano Foglia empatou para os italianos. Os espanhóis resistiram às investidas da equipe treinada por Alessandro Nuccorini e o jogo foi para a prorrogação - disputada em dois tempos de cinco minutos de duração. No tempo extra, os italianos continuaram superiores, mas abusaram do direito de perder gols. Já a Espanha comprovou as declarações do técnico do Brasil, PC de Oliveira, para quem a equipe é muito forte no jogo coletivo e consegue, assim, superar adversários mais fortes.A equipe treinada por Venancio Lopez chegou ao segundo gol no último minuto do primeiro tempo da prorrogação. O brasileiro naturalizado espanhol Fernandão fez boa jogada pela direita e chutou forte, sem chances para Feller.Os italianos retomaram o controle da partida e quase marcaram com Foglia a três minutos do fim. O empate veio na seqüência, com Grana jogando de goleiro-linha.No entanto, a Espanha iniciou um forte contra-ataque a quatro segundos do fim e, após uma confusão na área, a bola bateu em Foglia e entrou.CONFUSÃOO lance motivou protestos dos italianos, que alegaram que o placar já estava zerado quando a bola cruzou a linha.A torcida no Maracanãzinho, que apoiava a Itália - cuja equipe é formada por 14 brasleiros naturalizados -, vaiou a comemoração dos espanhóis e pediu pela decisão por pênaltis.Em um retrato da decepção dos italianos, Foglia ficou vários minutos no canto da quadra, junto às placas de publicidade. Quando o jogador se levantou, foi ovacionado pela torcida.Após a confusão, os espanhóis foram para o vestiário, enquanto os comandados de Nuccorini permaneceram no meio da quadra.Depois de cerca de dez minutos, os árbitros retornaram e o gol foi confirmado. No entanto, havia tempo apenas para a saída de bola, tornando impossível qualquer reação italiana.Com o resultado, os espanhóis enfrentarão o Brasi na final de domingo, às 10h30 de Brasília, novamente no Maracanãzinho. Já os italianos pegam a Rússia no mesmo horário, mas no sábado, na disputa do terceiro lugar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.