Oli Scarff/AFP
Oli Scarff/AFP

Com golaço de Firmino, Liverpool vence e acaba com invencibilidade do City

Reds levam a melhor sobre os citizens em jogo de sete gols no Anfield Road

Estadão Conteúdo

14 Janeiro 2018 | 16h14

O Liverpool foi o responsável por impor a primeira derrota do Manchester City neste Campeonato Inglês. E com autoridade. Neste domingo, a equipe de Jürgen Klopp recebeu o líder da competição no Anfield Road, contou com um golaço do brasileiro Roberto Firmino para fazer 4 a 3 em um jogo eletrizante e acabou com a invencibilidade do adversário.

+ TABELA - Confira a classificação do Campeonato Inglês

+ TEMPO REAL - Liverpool 4 x 3 Manchester City

Líder disparado do Inglês, o City foi surpreendido por um início de segundo tempo arrasador do Liverpool, que marcou três vezes em dez minutos para definir a vitória. A marcação por pressão dos donos da casa forçou erros do adversário e fez a diferença em um duelo que se desenhava bastante equilibrado.

O resultado, porém, pouco mudou o panorama do City no campeonato. Afinal, o time de Pep Guardiola segue tranquilo na liderança da tabela graças a uma campanha histórica, que só conheceu sua primeira derrota após 22 rodadas. No sábado que vem, o duelo será diante do Newcastle, em Manchester, novamente pelo Inglês.

Já para o Liverpool, o resultado significou a afirmação de um time que vinha jogando bem, com belo futebol, mas oscilava demais. São 47 pontos para os comandados de Klopp, que estão na terceira colocação e devem brigar por vaga na Liga dos Campeões. No dia 22, visitam o Swansea pelo Inglês.

Mesmo diante do líder do campeonato, o Liverpool manteve seu estilo de jogo ofensivo, atacou no início da partida e foi premiado por este comportamento. Logo aos nove minutos, Oxlade-Chamberlain ficou com sobra na intermediária, arriscou e bateu cruzado de fora da área para marcar o primeiro.

O gol levou o City à frente, e De Bruyne e Sané perderam boas oportunidades. A insistência surtiu efeito aos 41, quando os visitantes empataram. Walker lançou na esquerda para Sané, que aproveitou falha do lateral Gomez ao driblá-lo no domínio, ainda passou por Matip e encheu o pé para vencer Karius.

O jogo se tornava empolgante, mas ninguém poderia imaginar o que aconteceria nos primeiros minutos do segundo tempo. Logo aos seis, o City quase virou em cabeçada de Otamendi, que parou no travessão, mas foi o Liverpool que passou a atacar em ritmo alucinante e encurralou o adversário.

Aos 10 minutos, Ederson precisou se esticar todo para impedir o gol de Salah. Mas aos 15, Firmino marcou um golaço. Ele foi lançado por Oxlade-Chamberlain, ganhou no corpo de Stones e mostrou tranquilidade diante do goleiro para dar lindo toque de cobertura. A bola ainda tocou na trave antes de entrar.

Um minuto depois, Mané acertou a trave de Ederson em chute da meia-lua. Mas no lance seguinte, o senegalês não desperdiçou. A marcação por pressão surtiu efeito, Fernandinho errou e a sobra ficou com o atacante do Liverpool, que finalizou de canhota, no ângulo.

O Liverpool não parou por aí, e chegou ao quarto gol somente seis minutos mais tarde, com outro belo gol. Salah tentou a enfiada para Mané, Ederson saiu e cortou, mas a sobra ficou com o próprio egípcio, que finalizou com estilo por cima do brasileiro, mesmo de longe.

O jogo parecia definido, o Manchester City não se deu por vencido. Aos 39 minutos, diminuiu com Bernardo Silva, que aproveitou sobra na área e finalizou para a rede. Gündogan colocou ainda mais fogo na partida ao marcar belo gol aos 46, quando dominou no peito e bateu sem chances para Karius. Os visitantes ainda se lançaram ao ataque em busca de um milagre e assustaram em chute de fora de Agüero, mas, desta vez, sairam de campo derrotado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.