Com golaço de Jorge Wagner, São Paulo derrota Rio Claro

Equipe do Morumbi não faz uma grande atuação, mas vence rival por 3 a 1 e mantém invencibilidade no Paulistão

André Rigue, estadao.com.br

30 de janeiro de 2008 | 23h48

O São Paulo voltou a apresentar um futebol burocrático nesta quarta-feira, mas foi o suficiente para derrotar o Rio Claro por 3 a 1, pela quinta rodada do Campeonato Paulista, em jogo disputado no Estádio do Morumbi. Com o resultado, a equipe foi a 11 pontos - é a única invicta entre os 20 participantes. Veja também: Classificação  Resultados e calendário São Paulo acerta venda de Souza para Paris Saint-Germain Muricy Ramalho elogia 'poder ofensivo' contra o Rio Claro Antes do jogo, o técnico Muricy Ramalho recebeu uma notícia não muito agradável. O meia Souza, que estava concentrado, foi vendido para o Paris Saint-Germain por cerca de 4 milhões de euros (R$ 10,5 milhões). Com isso, o treinador teve de iniciar a partida com Hugo entre os titulares. Mesmo atuando diante de um adversário retrancado (o Rio Claro jogou com três zagueiros), o São Paulo foi pouco criativo. Travado em campo, o time só conseguiu chegar à grande área do rival através das bolas aéreas alçadas por Jorge Wagner (principalmente) e Richarlyson. A melhor chance do São Paulo no primeiro tempo surgiu aos 25 minutos, através de uma falta. O lateral Joílson foi derrubado na entrada da área pelo volante Vieira. Na cobrança, o goleiro Rogério Ceni bateu forte, mas o goleiro Luis Henrique espalmou e jogou para fora da área. Muricy deixou o campo com uma cara fechada. Sinal de que ele deu uma "sacudida" no grupo no intervalo. No entanto, a bronca não surtiu efeito e os jogadores começaram a segunda etapa apáticos. Perigo mesmo só através da bola aérea e das cobranças de falta.SÃO PAULO3Rogério Ceni; Joilson     (Borges), André Dias, Miranda     e Richarlyson; Hernanes, Fábio Santos, Hugo (Carlos Alberto) e Jorge Wagner; Dagoberto e AdrianoTécnico: Muricy RamalhoRIO CLARO1Luis Henrique    ; Dão      (Ricardo Rocha), Douglão e Fernando Lombardi    ; Eric, Vieira    , Douglas Peruíbe; Marcos Alexandre e Paulo César     (Veloso); Luciano (Rodrigo Gaúcho) e MirandinhaTécnico: Paulo Cezar CatanoceGols: Adriano, aos 14 minutos, e Vieira, aos 27 minutos, Jorge Wagner, aos 37 minutos, e Hernanes, aos 47 minutos do segundo tempoÁrbitro: Eduardo César Coronaldo CoelhoRenda: 6.049 pagantesEstádio: Morumbi E foi de tanto insistir no chuveirinho que o São Paulo acabou inaugurando o marcador. Aos 14 minutos, Jorge Wagner levantou a bola na área e o atacante Adriano subiu mais do que os marcadores para fazer - foi o terceiro gol do Imperador com a camisa tricolor. Mesmo com a desvantagem no marcador, o Rio Claro continuou a se defender. Todavia, aos 27 minutos o zagueiro Miranda deu um carrinho dentro da área para tentar roubar a bola de Mirandinha. Atabalhoado, ele tocou a mão na bola e o árbitro deu pênalti. Vieira foi perfeito na cobrança e empatou. Mas os 6.049 são-paulinos que enfrentaram o frio e a chuva no Morumbi não deixaram o campo triste. Aos 38 minutos, Jorge Wagner fez um golaço ao acertar uma bomba de fora da área, no ângulo do goleiro Luis Henrique. A vitória, no entanto, foi coroada pelo volante Hernanes, que aproveitou rebote na área para aumentar o marcador nos acréscimos.

Tudo o que sabemos sobre:
Paulistão A-1São Paulo FCRio Claro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.