Divulgação
Divulgação

Flamengo vence o Cruzeiro por 2 a 0 e volta ao G-4

Desde 2011, cariocas não ficavam no pelotão de cima da tabela

LUCIANO PÁDUA, ESPECIAL PARA A AE, Estadão Conteúdo

10 de setembro de 2015 | 23h13

O Flamengo venceu o Cruzeiro por 2 a 0, com gols de Alan Patrick e Luiz Antonio, nesta quinta-feira, no estádio do Maracanã, no Rio, em partida da 24.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em sua quinta vitória consecutiva, a equipe da Gávea chegou a 38 pontos, passou o São Paulo e chegou à quarta posição da tabela de classificação. Com a derrota, a equipe mineira segue com 28 pontos, na 13.ª colocação. O salto na tabela representou o fim de um martírio para o Rubro-Negro: desde 2011, após 137 rodadas, o time carioca não figurava no G-4 de um Campeonato Brasileiro.

Em campo, o Flamengo começou melhor o jogo, especialmente pelo apoio dos mais de 43 mil torcedores que foram ao Maracanã para empurrar o time. Aos 10 minutos, a posse de bola era de 63% para o time rubro-negro contra 37% da equipe mineira.

A pressão inicial, no entanto, não levou a lances de perigo e o Cruzeiro passou a ter domínio do jogo. Aos 13 minutos, William bateu escanteio, o zagueiro Paulo André cabeceou e obrigou Paulo Victor a fazer uma grande defesa. Aos 20, William levantou, Paulo André e Samir disputaram a bola e protagonizaram uma jogada polêmica dentro da área. Os jogadores cruzeirenses reclamaram muito de pênalti, mas o árbitro paulista Marcelo Aparecido Souza não marcou.

Aos 28 minutos, a pressão do Cruzeiro já era muito grande. William cruzou novamente e Pará, em posição ilegal não sinalizada pela arbitragem, chutou. O goleiro rubro-negro teve que fazer outra bela defesa. Aos 30, Samir desarmou providencialmente Allano, que estava livre na esquerda e com bom ângulo para bater ao gol.

Apesar de o Cruzeiro seguir pressionando até final do primeiro tempo, o Flamengo conseguiu, aos 45 minutos, criar uma excelente jogada com Allan Patrick, que passou de calcanhar na entrada da área para Kayke. O atacante devolveu para o meia completar - em chute de estilo - para o fundo das redes.

As equipes voltaram dispostas a atacar e a segunda etapa começou disputada. O Cruzeiro tinha mais domínio e vontade, até por estar em desvantagem no placar. Aos 3 minutos, Willian chutou e Paulo Victor botou para escanteio.

O jogo seguiu pegado, mas sem lances de perigo. Até que Paulinho fez boa jogada pela esquerda e ganhou o escanteio. Depois da cobrança, aos 25 minutos, a bola sobrou na intermediária para Luiz Antônio, que soltou o pé e acertou o ângulo do goleiro Fábio. O meia, que não vinha bem na partida, comemorou muito o tento.

Depois do segundo gol, o Flamengo passou a dominar o jogo e criar oportunidades de gol. O Cruzeiro parecia não saber reagir após a diferença de dois gols no placar. O time tocava a bola, mas tinha dificuldade em chegar com perigo ao gol de Paulo Victor. A defesa rubro-negra também trabalhou bem. Aos 38 minutos, os torcedores do Cruzeiro já deixavam o estádio.

A equipe mineira até tentou pressionar, mas não tinha muita eficiência. O Flamengo, então, passou a administrar a posse de bola. Aos 44 minutos, Jorge recebeu livre na esquerda e deu bom passe para Kayke, que bateu colocado. Fábio teve que se esticar para tirar a bola. Sem grandes emoções no final da partida, o time carioca conseguiu sacramentar a vitória em casa.

Os times voltam a campo para a 25.ª rodada neste domingo. O Flamengo vai a Chapecó, em Santa Catarina, para enfrentar a Chapecoense na Arena Condá, às 16 horas. No mesmo horário, o Cruzeiro duelará contra o rival Atlético Mineiro, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO - Paulo Victor; Pará, Wallace (César Martins), Samir e Jorge; Jonas, Luiz Antonio e Alan Patrick; Paulinho, Emerson (Marcelo Cirino) e Kayke. Técnico: Oswaldo Oliveira.

CRUZEIRO - Fábio; Ceará, Manoel, Paulo André e Pará; Willians, Henrique e Ariel Cabral (Marcos Vinicius); Allano (Marquinhos), William e Vinicius Araújo. Técnico: Mano Menezes.

GOLS - Alan Patrick, aos 45 minutos do primeiro tempo; Luiz Antônio, aos 25 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - César Martins, Alan Patrick e Paulinho (Flamengo); Ceará, Manoel e Henrique (Cruzeiro).

ÁRBITRO - Marcelo Aparecido Souza (SP).

RENDA - R$ 1.124.447,50.

PÚBLICO - 38.539 pagantes (43.017 no total).

LOCAL - Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoFlamengoCruzeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.