Fabian Bimmer/Reuters
Fabian Bimmer/Reuters

Com golaços, Bayern de Munique bate Werder e amplia série de vitórias

Resultado deixa equipe 14 pontos à frente do segundo colocado

Estadão Conteúdo

14 Março 2015 | 13h53

O Bayern de Munique voltou a dar uma demonstração de força neste sábado. Desta vez, porém, a quantidade deu lugar à qualidade. O time de Josep Guardiola marcou três golaços na vitória sobre o Werder Bremen, por 4 a 0, fora de casa, ampliando a série de vitórias e a vantagem na liderança do Campeonato Alemão.

Com o resultado, o Bayern somou sua sexta vitória consecutiva no Alemão e aumentou para 10 a série invicta, levando em conta a Copa da Alemanha e a Liga dos Campeões. Na tabela do nacional, o time chegou aos 64 pontos, abrindo 14 de vantagem sobre o Wolfsburg - o vice-líder enfrenta o Freiburg no domingo, em casa.

A bela vitória do Bayern teve início com chute colocado, no ângulo, de Thomas Müller, aos 24 minutos de jogo. Antes do intervalo, David Alaba também caprichou na finalização e, em cobrança de falta, também acertou o ângulo, aos 45.

No segundo tempo, Robert Lewandowski concentrou as atenções no ataque dos visitantes. Aos 30, Müller disparou em contra-ataque e bateu por cobertura sobre o goleiro. Lewandowski surgiu na área e completou de cabeça. Nos acréscimos, a dupla voltou a mostrar entrosamento no ataque. Trocando passes com certa facilidade, eles entraram na área e o polonês completou para as redes.

OUTROS JOGOS

Em Berlim, o Hertha contou com gols de Ben-Hatira e Haraguchi para empatar com o Schalke por 2 a 2 - os visitantes tiveram gols de Leroy Sane e Joel Matip. Apesar do tropeço, o Schalke segue entre os primeiros colocados, na quinta posição, com 39 pontos. O Hertha tem 26 e é apenas o 14º.

Pela mesma rodada, o Eintracht Frankfurt goleou o ameaçado Paderborn por 4 a 0, em casa, enquanto o Mainz bateu o Augsburg por 2 a 0, longe dos seus domínios. O Hoffenheim superou o Hamburgo por 3 a 0, com dois gols de Eugen Polanski.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.