Caio Falcão / CNC
Caio Falcão / CNC

Com golaços, Náutico supera Botafogo-SP em confronto direto na Série B

Equipe pernambucana sobe para a 10ª colocação na tabela e se afasta da zona de rebaixamento

Redação, Estadão Conteúdo

12 de setembro de 2020 | 22h02

Com três golaços de fora da área - todos no primeiro tempo -, o Náutico se reabilitou com uma importante vitória por 3 a 1 no confronto direto contra o Botafogo-SP, neste sábado à noite, no Estádio dos Aflitos, pela nona rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

A vitória depois de ter perdido para o Brasil de Pelotas, por 2 a 1, faz o Náutico respirar na luta contra o rebaixamento, subindo para o décimo lugar, com 13 pontos. Sem ganhar há cinco rodadas, o Botafogo estacionou nos oito pontos, ocupando a 14ª colocação.

Apesar do Botafogo ter exigido três boas defesas de Jefferson, o primeiro tempo foi todo do Náutico, que construiu uma boa vantagem com três golaços. Aos 21 minutos, Erick finalizou de fora da área sem chances para Darley, que também não conseguiu impedir o chute colocado de Jean Carlos. Aos 49, Rhaldney soltou a bomba e acertou o ângulo.

O time paulista aproveitou que o Náutico tirou o pé depois do intervalo e criou várias chances. Rafinha acertou o travessão e exigiu boa defesa de Jefferson, enquanto Dodô chutou rente à trave. De tanto insistir, o Botafogo fez o gol de honra com Wellington Tanque em cobrança de pênalti.

O Náutico volta a campo na próxima sexta-feira, contra a Chapecoense, às 21h30, novamente nos Aflitos, em Recife. Três dias depois, na segunda-feira, o Botafogo recebe o Brasil de Pelotas, às 20 horas, no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto. Os jogos são válidos pela décima rodada.


FICHA TÉCNICA:

NÁUTICO 3 x 1 BOTAFOGO-SP

NÁUTICO - Jefferson; Hereda, Rafael Ribeiro, Fernando Lombardi e Willian Simões; Rhaldney (Djavan), Jhonnatan (Josa), Jean Carlos (Dadá) e Jorge Henrique; Erick (Wagninho) e Paiva (Salatiel). Técnico: Gilson Kleina.

BOTAFOGO-SP - Darley; Jeferson, Robson, Jordan e Gilson (Guilherme Romão); Victor Bolt (Ferreira), Elicarlos (Naldo) e Matheus Anjos (Dodô); Ronald, Wellington Tanque e Rafinha. Técnico: Claudinei Oliveira.

GOLS - Erick, aos 21, Jean Carlos, aos 36, e Rhaldney, aos 49 minutos do primeiro tempo; Wellington Tanque (pênalti), aos 43 minutos do segundo tempo

CARTÕES AMARELOS - Paiva e Erick (Náutico); Elicarlos, Ferreira, Victor Bolt e Gilson (Botafogo).

ÁRBITRO - Paulo César Zanovelli (MG).

RENDA E PÚBLICO - Jogo sem torcida.

LOCAL - Estádio dos Aflitos, em Recife (PE).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.