Com gols de bola parada, Sport e Atlético-PR empatam

Com o resultado, time paranaense continua em sétimo lugar, com 23 pontos; pernambucanos estão em nono, com 22

Igor Gadelha, Estadão Conteúdo

17 de agosto de 2014 | 20h53

O Sport empatou com o Atlético Paranaense por 1 a 1, neste domingo, no estádio da Ilha do Retiro, no Recife, pela 15.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em um gramado danificado, em razão de um tratamento pelo qual passa, os dois gols saíram em jogadas de bola parada. Com o resultado, o time paranaense continua em sétimo lugar, com 23 pontos. Já o clube pernambucano caiu da oitava para a nona colocação, com 22.

O próximo desafio do Sport é contra o Palmeiras. O jogo acontece nesta quarta-feira, às 19h30, na Arena Pernambuco, também no Recife. No mesmo dia e horário, o Atlético Paranaense enfrenta o Santos, na Vila Belmiro, na Baixada Santista.

O Sport iniciou o primeiro tempo comandando o jogo, com troca de passes no campo de defesa. Com menos de um minuto de partida, em vacilo do Atlético, Felipe Azevedo ganhou lance no meio de campo e tocou para Érico Júnior, que encheu o pé, mas Weverton fez a defesa.

Nova tentativa de gol do clube pernambucano veio aos sete minutos. Em uma jogada rápida de ataque, Érico Júnior lançou para Felipe Azevedo dentro da área, porém o árbitro marcou impedimento. Aos 23, o Sport quase abriu o placar, quando Patric, tentando cruzar pela direita, mandou para o gol, mas a bola acabou batendo na trave.

Fechado na defesa, o Atlético apostou nos contra-ataques e, mesmo com a pressão do Sport, o aniversariante Cleberson abriu o placar para o time paranaense. Aos 24 minutos, aproveitando bem a cobrança de falta feita por Bady, ele escapou da linha de impedimento e, de cabeça, mandou a bola para o canto direito do goleiro Magrão.

O Sport, então, começou a pressionar e, aos 32 minutos, por pouco não empatou, com uma falha de Cleberson. O jogador cortou o lançamento para o meio da área do Atlético e Felipe Azevedo finalizou. A bola, porém, explodiu na zaga do clube paranaense.

Aos 33 minutos, o Sport arriscou novamente com Renê chutando forte e cruzado, mas Weverton defendeu e, na sobra, a zaga do Atlético trabalhou para evitar o rebote de Régis. Logo em seguida, novamente o goleiro do Sport salvou tentativa de gol de cabeça de Wendel em uma cobrança de escanteio para o meio da área.

O Atlético não conseguiu conter a pressão do Sport por muito tempo. Aos 39 minutos, Wendel cobrou falta da entrada da área e, após a bola ser bloqueada duas vezes pela barreira, Régis aproveitou a sobra e empatou.

No segundo tempo, o ritmo do Atlético caiu, com o time paranaense tentando prender a bola no campo de ataque. O Sport, por sua vez, tentou se aproveitar das laterais, pressionando por um segundo gol. Logo no primeiro minuto, Érico Júnior disparou em velocidade até a linha de fundo e cruzou, mas a zaga atleticana levou a melhor. Aos 10, o time do Recife tentou nova investida. Após chute desviado de Felipe Azevedo, Patric marcou o segundo para o Sport, mas o gol foi anulado após o bandeirinha acusar impedimento.

Com o time parado, o técnico Doriva tentou aumentar a velocidade do Atlético pelo setor esquerdo, substituindo o meia Marcos Guilherme pelo atacante Douglas Coutinho. A equipe também tentou reforçar a marcação, colocando o meia Otávio no lugar do atacante Cléo. Tentando reforçar o ataque, o clube ainda substituiu o meia Bady, pelo atacante Dellatorre.

O Sport também trocou o meia Régis pelo também meia Zé Mário e tirou Felipe Azevedo, substituindo-o pelo meia Ailton, abrindo mão do terceiro atacante. As duas equipes, no entanto, não criaram muitas jogadas no segundo tempo. Houve muita força física de ambas as partes, mas nada de bom nível técnico.

FICHA TÉCNICA

SPORT 1 x 1 ATLÉTICO-PR

SPORT - Magrão; Patric, Oswaldo, Durval e Renê; Rithely, Wendel, Régis (Zé Mário) e Érico Júnior (Ananias); Felipe Azevedo (Ailton) e Neto Baiano. Técnico: Eduardo Baptista.

ATLÉTICO-PR - Weverton; Sueliton, Cleberson e Léo Pereira; Natanael, Deivid, João Paulo, Bady (Dellatorre) e Marcos Guilherme (Douglas Coutinho); Marcelo e Cléo (Otávio). Técnico: Doriva.

GOLS - Cleberson, aos 24, e Régis, aos 39 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - Régis, Wendel, Felipe Azevedo e Patric (Sport); João Paulo, Deivid e Cleberson (Atlético-PR).

ÁRBITRO - Vinícius Furlan (SP).

RENDA - R$ 229.450,00.

PÚBLICO - 14.210 pagantes.

LOCAL - Estádio da Ilha do Retiro, no Recife (PE).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoSportAtlético-PR

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.