Jason Cairnduff/Reuters
Jason Cairnduff/Reuters

Com gols irregulares, United bate City por 4 a 2 e se mantém em 3º

Equipe vermelha chega aos 65 pontos, quatro à frente do maior rival

Estadão Conteúdo

12 de abril de 2015 | 15h01

Com dois gols em impedimento, o Manchester United venceu o Manchester City neste domingo por 4 a 2, de virada, em Old Trafford, e manteve a terceira colocação no Campeonato Inglês. Ashley Young, Fellaini, Juan Mata e Smalling marcaram para os anfitriões, que foram a 65 pontos na tabela, quatro à frente dos visitantes, que estão em quarto lugar.

A liderança da competição pertence ao Chelsea, que horas mais cedo venceu o Queens Park Rangers por 1 a 0 e foi a 73 pontos. Na próxima rodada, o United enfrentará o Chelsea, sábado, em Stamford Bridge, em busca da sétima vitória consecutiva na competição. O City receberá o West Ham no domingo.

Apesar de jogar fora de casa, o City começou melhor a partida e abriu o placar logo aos sete minutos do primeiro tempo. Milner encontrou David Silva na área. Ele levou a bola até a linha de fundo e cruzou para Agüero empurrar para as redes.

O gol acordou os donos da casa. O United foi para cima e conseguiu o empate aos 14. O goleiro De Gea deu um chutão para frente, a bola sobrou para Ander Herrera na ponta esquerda. Ele cruzou, Young se enrolou com o zagueiro Clichy, mas deu sorte, pegou a sobra e deixou tudo igual. A virada aconteceu aos 27 em lance irregular. Young cruzou para Fellaini que, impedido, mandou de cabeça para as redes.

No segundo tempo, o United não tirou o pé e ampliou aos 21 com mais um gol em impedimento. Rooney lançou para Juan Mata em posição irregular. O atacante invadiu a área e fez o terceiro. Seis minutos depois, Young cobrou falta da esquerda e Smalling, de cabeça, garantiu a vitória.

O City ainda conseguiu diminuir a vantagem no último minuto, quando estava com um a mais em campo - Carrick deixou o gramado lesionado e o United já havia feito as três substituições. Lampard tocou para Zabaleta, que invadiu a área e cruzou para trás. Agüero apareceu e bateu firme para marcar seu segundo gol na partida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.