Twitter/Paysandu
Twitter/Paysandu

Com gols nos acréscimos, CRB e Paysandu empatam por 1 a 1 na Série B

Com o empate, time alagoano segue em situação complicada na classificação, com 12 pontos, na zona de rebaixamento

Estadão Conteúdo

23 Junho 2018 | 23h30

Com dois gols nos últimos minutos, o CRB empatou por 1 a 1 com o Paysandu neste sábado e deixou escapar a oportunidade de sair da zona de rebaixamento da Série B do Campeonato Brasileiro. No estádio Rei Pelé, em Maceió (AL), o time alagoano conseguiu abrir o placar só aos 46 minutos do segundo tempo com Anderson Conceição e chegou a comemorar a vitória. Mas Magno deixou tudo igual na sequência, aos 47.

+ Confira a classificação da Série B do Brasileiro

Com o empate nesta 12ª rodada, o CRB segue em situação complicada na classificação. Com 12 pontos, continua na zona de rebaixamento, mas completou três jogos sem perder, com dois empates e uma vitória, e já pensa em dias melhores na competição. De outro lado, o Paysandu segue na parte de cima da tabela, em 7º lugar, mas distante do G4: com 17 pontos, fecha a rodada a quatro pontos do CSA, atual quarto colocado com 21.

Precisando vencer para afastar a crise, Dado Cavalcanti prometeu que o Paysandu entraria em campo com uma formação mais ofensiva, mas assim que a bola rolou o planejamento foi por água abaixo. Aproveitando o favor casa e o momento que o clube atravessa na competição, o CRB tomou conta das ações no início da partida e poderia ter aberto o placar aos 13 minutos, com Mazola aproveitando um cochilo da marcação para bater rasteiro.

Conforme o tempo passava, o CRB foi dominando de vez os números do jogo. O clube chegou a ficar com mais de 60% da posse de bola e criou outras oportunidades para marcar. Com 33 minutos, Diego Rosa conseguiu um cruzamento à meia altura na direção de Neto Baiano, que se esticou, mas não conseguiu completar. Com o fim do primeiro tempo veio também a frustração do Paysandu, que não conseguiu assustar o goleiro João Carlos.

A cobrança de Dado Cavalcanti no vestiário deve ter dado certo, já que o Paysandu voltou com outra postura para o segundo tempo. Com menos de dez minutos, o Paysandu já tinha ameaçado duas vezes o gol adversário, ambas com o atacante Dionathã. O CRB respondeu aos 15 minutos, em levantamento para a grande área. Neto Baiano subiu e escorou para o volante Lucas, que apareceu na segunda trave, mas não conseguiu completar.

Depois, aos 24, Lucas rolou para Claudinei, que arriscou um chute rasteiro e a bola passou muito próxima ao gol, mas saiu pela linha de fundo. Em seguida, com 26, Moisés fez linda jogada dentro da área, passou por dois marcadores e bateu bonito, mas o goleiro João Carlos fez uma linda defesa. Ela ainda tocou na trave, mas não entrou. A partir daí o Paysandu finalmente tomou o controle da partida e passou a pressionar.

No finalzinho, em cobrança de falta, Neto Baiano conseguiu pegar bem na bola e exigiu uma bela defesa de Renan Rocha. Na cobrança de escanteio, a defesa aliviou, mas a bola caiu nos pés de Rafael Carioca, que levantou mais uma vez para a grande área. Anderson Conceição, aos 46 minutos, conseguiu subir sozinho e testar para o fundo das redes. O gol foi muito comemorado, mas a festa não durou muito tempo.

Antes do apito final, aos 47 minutos, praticamente no último lance da partida, o Paysandu arriscou um lançamento longo para a grande área, a marcação vacilou e deixou Magno sozinho na segunda trave. O atacante, que saiu do banco de reservas, cabeceou por cima do goleiro João Carlos e empatou.

Sem muito tempo para trabalhar, o CRB já volta a campo na próxima terça-feira, às 21h30, contra o Goiás no estádio Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia (GO). Também pela 13ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o Paysandu recebe o líder Fortaleza no Mangueirão, em Belém, às 20h30 do próximo sábado.

FICHA TÉCNICA:

CRB 1 x 1 PAYSANDU

CRB - João Carlos; Edson Ratinho, Everton Sena, Anderson Conceição e Rafael Carioca; Claudinei, Lucas Siqueira, Leílson (Tinga) e Diego Rosa (Willians Santana); Neto Baiano e Mazola (Alípio). Técnico: Júnior Rocha.

PAYSANDU - Renan Rocha; Matheus Silva, Diego Ivo, Edimar e Mateus Müller; Nando Carandina, Renato Augusto e Claudinho (Mike); Thomaz (Pedro Carmona), Dionathã (Magno) e Moisés. Técnico: Dado Cavalcanti.

GOLS - Anderson Conceição, aos 46, e Magno, aos 47 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Everton Sena (CRB); Nando Carandina, Diego Ivo e Moisés (Paysandu).

ÁRBITRO - Caio Max Augusto Vieira (RN).

RENDA E PÚBLICO - Não divulgados.

LOCAL - Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL).

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.