Paulo Pinto/Estadão
Paulo Pinto/Estadão

Com Hernanes, São Paulo busca 1ª vitória fora de casa

Confronto será neste sábado, diante do Botafogo, no Engenhão

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

29 de julho de 2017 | 07h00

A reestreia de Hernanes, principal reforço da temporada, é o grande trunfo do São Paulo para tentar sair da zona de rebaixamento. Para isso, o primeiro passo é melhorar o desempenho fora de casa. O time só conquistou um ponto como visitante, no empate diante do Sport, por 0 a 0, na Ilha do Retiro. No restante, sete derrotas. É o pior aproveitamento entre os 20 clubes do torneio. 

Dorival afirmou que vai deixar Hernanes à vontade dentro de campo para atuar perto do gol adversário, a faixa do campo preferida do jogador que foi destaque das conquistas dos campeonatos nacionais de 2007 e 2008. Depois de sete anos, o camisa 15 – a mesma que usou em sua primeira passagem – deverá ajudar em uma das principais deficiências do São Paulo nos últimos jogos: a falta de finalizações. Ele vai compartilhar a criação de jogadas com Cueva. 

“Eles têm liberdade de movimentação, criação. O próprio Pratto flutuando, com a chegada desses dois, mais ainda do Petros, Jucilei, para a gente ter um ganho em cada quadrante do campo e poder criar mais chances”, disse o treinador. 

Hernanes fez bons treinos desde que foi apresentado na terça-feira. Embora vá sofrer com a falta de ritmo de jogo – sua última partida pelo chinês Hebei Fortune foi no dia 21 de junho –, o meia de 32 anos conserva algumas de suas jogadas características, como o drible seco e a finalização com as duas pernas de média distância. 

Mesmo com a estreia de Hernanes, o atacante Lucas Pratto prevê muitas dificuldades diante do rival que superou o Atlético Mineiro por 3 a 0 e avançou às semifinais da Copa do Brasil. Mas já indicou um caminho para a vitória: o lado esquerdo. 

“Por mais que sejam organizados, eles deixam mais espaços em casa do que como visitante. Eles deixam algumas brechas pelas laterais, sobretudo o lado esquerdo. A maioria das melhores jogadas do Atlético-MG começou pelo lado esquerdo deles. Dá para infiltrar boas bolas na defesa”, afirmou Pratto. 

Para o atacante, os jogadores do São Paulo precisam estar mais próximos. “Precisamos ficar mais perto. Quando eu estiver na área, os outros jogadores também devem ficar perto do gol, dentro da área. O treinador tem consciência disso”, disse. 

Uma das soluções que Dorival encontrou para resgatar a confiança do grupo na luta contra o rebaixamento é a manutenção da escalação. Seria um antídoto para minimizar o pouco tempo de treinamento. Por isso, o time é o mesmo que empatou diante do Grêmio por 1 a 1, apenas com a entrada de Hernanes no lugar de Gomez. “Eu acredito que você tenha que dar primeiro uma segurança aos atletas para renderem seu melhor. Recuperarem a confiança natural. Num primeiro instante, o ideal seria que acontecesse. Nem sempre a primeira resposta é positiva”, afirmou. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.