Manaure Quintero/ Reuters
Manaure Quintero/ Reuters

Com homenagem à torcida, Corinthians recebe o Ceará para colar nos líderes

Clube vai apresentar terceiro uniforme, que celebra as invasões históricas de torcedores

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

06 de setembro de 2019 | 22h21

Pela segunda rodada seguida no Campeonato Brasileiro, o Corinthians promove um jogo “festivo” na Arena Corinthians. Depois de celebrar o aniversário do clube na semana passada, o time de Carille celebra agora o lançamento do terceiro uniforme diante do Ceará, neste sábado, às 11h. Será a primeira vez que o clube joga neste dia e horário no Brasileirão – a partida diante do Inter, empate por 0 a 0, foi realizada em um domingo

O terceiro uniforme presta homenagem à torcida e às “invasões” que ela protagonizou ao longo da história do clube. Três ocasiões específicas serviram como inspiração: a invasão no Maracanã, diante do Fluminense, no Campeonato Brasileiro de 1976; as duas conquistas do Mundial de Clubes, no Rio em 2000, e no Japão, em 2012

O modelo, predominantemente preto, traz imagens da torcida nas arquibancadas nessas três invasões. Uma das inovações é a presença de um símbolo dentro dos números estampados nas costas. Ele só pode ser visto com luz negra. Em nota, o clube agradeceu seus patrocinadores por aceitarem trocar as cores de suas logomarcas para que o uniforme mantivesse sua identidade.

O estádio estará lotado, pois 39 mil ingressos foram vendidos antecipadamente. O time luta diminuir a distância para os líderes Flamengo e Santos. O técnico Fábio Carille fez mistério para definir o substituto de Pedrinho, que está com a seleção olímpica. Ele pode usar Jadson, opção mais provável, ou recuar Vagner Love para atuar como meia. Na direita, não há segredo: Michel Macedo entra no lugar de Fagner, que está com a seleção principal. O atacante Mauro Boselli está fora por causa de uma torção no tornozelo direito sofrida no jogo-treino com o São Bento na segunda-feira. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.