Reprodução/TV Corinthians
Reprodução/TV Corinthians

Com ídolos negros, Corinthians divulga vídeo antirracismo: 'Vidas negras importam'

'O racismo mata e destrói famílias no Brasil e no mundo. Não se cale. Nós nos importamos com essas vidas', diz o clube

Redação, Estadão Conteúdo

01 de junho de 2020 | 11h37

O Corinthians se manifestou contra o racismo, nesta segunda-feira, através das redes sociais. O clube aponta o caráter destrutivo dos atos racistas, pedindo que violações de direitos e a discriminação não sejam aceitos pela sociedade.

"O racismo mata e destrói famílias no Brasil e no mundo. Não se cale. Nós nos importamos com essas vidas. Por isso, somos Corinthians. Vidas negras importam", escreveu o Corinthians na publicação em seu perfil no Instagram.

No vídeo, o clube destaca a importância para a história dos seus ídolos negros, ilustrando o material com imagens de jogadores que vestiram a sua camisa em diferentes épocas, como o ex-goleiro Dida, o zagueiro Gil e o atacante Vagner Love.

"Não seríamos Corinthians se não fossem os negros. Se não fôssemos negros. Alvinegros", afirma, em trecho da mensagem. "Não seríamos Corinthians se a gente se calasse, se a gente aceitasse racismo e a injustiça. Não seríamos Corinthians se a gente não se indignasse com a violência e a desigualdade", acrescenta o clube.

A publicação do Corinthians se dá em um contexto de protestos contra o racismo no Brasil e no mundo, após uma série de incidentes violentos e que provocaram mortes. No Rio, João Vitor da Rocha, de 18 anos, foi baleado durante uma entrega de cestas básicas. Já João Pedro Mattos Pinto, de 14 anos, acabou sendo atingido dentro de casa. Nos Estados Unidos, George Floyd, morreu sufocado por um policial durante uma abordagem nos Estados Unidos.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansracismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.