Pilar Olivares/Reuters
Pilar Olivares/Reuters

Com indefinição de Messi, Argentina estreia contra a Colômbia na Copa América

Sem saber se poderá contar com seu principal astro, seleção ainda terá pela frente o Paraguai e o Catar

Redação, O Estado de S.Paulo

24 de janeiro de 2019 | 23h51

A seleção argentina conheceu, na noite desta quinta-feira, o caminho a percorrer na primeira fase na 46ª Copa América de Futebol, que acontece no Brasil em 2019 após 30 anos. Ainda sem saber se contará com o astro Lionel Messi, a equipe terá pela frente a Colômbia na estreia, o Paraguai e o Catar, convidado da Conmebol e anfitrião da próxima Copa do Mundo.

Desde que foi eliminado na Copa do Mundo da Rússia, Messi não participou de nenhuma partida da seleção argentina. O técnico interino, Lionel Scaloni, disse que pretende contar com o atacante do Barcelona para a competição no Brasil. "Falarei com Messi antes da convocação de março. Torço para que ele esteja, pois queremos que ele seja feliz", disse o treinador. "Adoraria poder contar com ele."

Ainda restam 140 dias para o início da competição, mas o técnico já projeta a equipe base que deverá contar na Copa América, mesmo sem Messi. "Não podemos pensar em algo que não sei o que vai passar", explicou.

Fato é que a presença de Messi é preocupação mundial, e não apenas dos argentinos. "Tanto a mim como a todos os brasileiros, seria um prazer ver Messi no Brasil", disse Ronaldinho Gaúcho, que jogou com o atacante no Barcelona. "Léo [Messi] é um dos maiores jogadores do mundo, se não for o maior", exaltou o ex-jogador.

Embora ainda exista a indefinição do camisa 10, Scaloni já se preocupa em analisar seus adversários, reconhecendo o alto nível que os times sul-americanos têm. "A Colômbia e o Paraguai são rivais complicados e o Catar é desconhecido, eles vão jogar de igual para igual. Não acho que seja o grupo mais complicado, o Grupo C é bem difícil.", analisou.

Seja com ou sem Messi, o duelo contra a Colômbia na primeira rodada chama a atenção não só dos adversários, mas também de outras equipes que participam do torneio. "O primeiro jogo é marcante com Colômbia e Argentina. A última participação da Colômbia na Copa do Mundo foi muito boa, em que ela foi eliminada pela Inglaterra nos pênaltis... É um nível alto de enfrentamento.", previu o técnico Tite, da seleção brasileira.

Para Entender

Copa América 2019: entenda tudo sobre o torneio

Alta procura fez site da competição sair do ar, mas já foram vendidas mais de 100 mil entradas.

Ainda sem técnico definitivo desde a saída de Jorge Sampaoli, a Argentina entra em campo contra a Colômbia no dia 15 de junho, na Arena Fonte Nova, em Salvador. O país é o segundo maior vencedor da história da Copa América de Futebol com 15 títulos, o último conquistado em 1993.

Na rodada seguinte, a seleção argentina encara o Paraguai, dia 19 de junho, no Mineirão, em Belo Horizonte. Por fim, enfrenta o Catar no último compromisso da primeira fase, dia 23 de junho, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.