Gilvan de Souza/ Flamengo
Gilvan de Souza/ Flamengo

Com ingressos esgotados, Flamengo projeta renda bruta de R$ 7 milhões na quarta

Valor arrecadado no confronto com o Grêmio, pela Libertadores, será recorde para o futebol brasileiro em 2019

Redação, Estadão Conteúdo

22 de outubro de 2019 | 15h50
Atualizado 23 de outubro de 2019 | 08h13

O duelo desta quarta-feira com o Grêmio, que colocará uma vaga na final da Copa Libertadores em disputa, já assegurou ao Flamengo uma receita expressiva antes mesmo do início da partida. Com ingressos esgotados há cerca de um mês, a expectativa é de que a renda do compromisso agendado para as 21h30 seja de cerca de R$ 7 milhões.

O valor será recorde para o Flamengo e também para o futebol brasileiro em 2019, temporada em que, pelo seu sucesso esportivo, o time vem lotando estádios, tanto que possui média de pouco mais de 50 mil torcedores por jogo como mandante.

A arrecadação expressiva se dá pela presença expressiva dos torcedores, mas também pelo valor cobrado pelos ingressos, com a mais barata entrada para os sócios, o do setor norte do Maracanã, custando R$ 70. E a expectativa é de que mais de 60 mil torcedores estejam presentes ao estádio, sendo quatro mil gremistas.

Até agora, a maior renda do Flamengo em 2019 também se deu em um duelo da Libertadores, o das quartas de final, contra o Internacional, vencido por 2 a 0. Aquele triunfo teve 60.797 torcedores pagantes, com uma renda bruta de R$ 4.758.999,00 e um tíquete médio de R$ 78, valor que será superado nesta quarta-feira.

Embora a arrecadação deva atingir os R$ 7 milhões, todo esse valor não ficará para o Flamengo. O clube, que faz parte da gestão do estádio, terá custos elevados com a operação do jogo. Assim, deve ficar com cerca de 50%, ou um pouco mais, desse valor nos seus cofres.

A carga total de ingressos para a partida é de 68.015 entradas, incluindo gratuidades e cortesias. O jogo também mobilizará um esquema de segurança equivalente a praticamente o dobro do normalmente usado em duelos de risco máximo. Serão cerca de 1.100 agentes de segurança - 800 policiais militares e 300 guardas municipais.

Além disso, serão nove ruas interditadas no entorno do Maracanã, a partir das 18 horas, para que só quem tiver ingresso consiga se aproximar do estádio, que terá seus portões abertos às 18h30.

Em Porto Alegre, o primeiro confronto da semifinal da Libertadores entre Grêmio e Flamengo terminou empatado em 1 a 1. Uma igualdade sem gols dá a vaga para os cariocas, enquanto qualquer outro empate classifica os gaúchos à decisão. Quem se classificar vai enfrentar o vencedor do duelo argentino entre Boca Juniors e River Plate, marcado para esta terça-feira. No primeiro confronto, o River Ganhou por 2 a 0.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.