Kazuhiro Nogi/ AFP
Kazuhiro Nogi/ AFP

Com isolamento social dentro das quatro linhas, Campeonato Sul-Coreano será retomado nesta sexta

Torneio seguirá uma série de diretrizes rígidas formuladas pelos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) do país

Raul Vitor, especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

08 de maio de 2020 | 05h00

A Coreia do Sul retoma seu campeonato nacional de futebol, a K-League, nesta sexta-feira. O país, que no início da pandemia foi um dos mais afetados pelo novo coronavírus (covid-19), foi o primeiro a suspender as atividades esportivas e será pioneiro também em seu restabelecimento. Para que isso aconteça, uma série de medidas foram tomadas, como por exemplo, o fechamento dos portões do estádio e muitos testes.

Por mais que a Coreia apresente menos de dez novos casos de covid-19 por dia, as partidas da K-League serão, a princípio, realizadas sem público. Isso tem a ver com a retomada gradual das atividades pré-pandemia. A Sportradar, distribuidora de direitos de imagem da liga, negocia a expansão da transmissão do campeonato sul-coreano para outros países ao redor do mundo, o que, num primeiro momento, amenizaria a perda de receitas com público pagante.

Contudo, a liga aguarda o relaxamento das medidas governamentais de proteção à covid-19 para "estabelecer métodos de transição para partidas que serão disputadas com espectadores presentes nos estádios", ou seja, é previsto, num futuro próximo, a volta dos torcedores aos jogos.

O torneio seguirá uma série de diretrizes rígidas formuladas pelos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) do país. O isolamento social, adotado no cotidiano da população, também será cumprido dentro das quatro linhas. Jogadores estão proibidos de falarem com colegas de equipe, adversários ou árbitros. Apertos de mão, também não serão tolerados.

Todos os envolvidos na realização da partida serão testados para a doença. Equipes que registrarem jogadores infectados terão de abrir mão dele. O atleta terá de ficar de quarentena por, pelo menos, duas semanas. Caso um jogador venha a apresentar sintomas ao longo da temporada, ele será removido do elenco, até que o resultado de seu teste seja divulgado. O restante do plantel poderá continuar suas atividades.

Desta forma, partidas estarão sujeitas ao adiamento, assim como a data de encerramento do torneio. A K-League decidiu ter um campeão se pelo menos 22 jogos forem realizados. Caso contrário, a temporada terminará sem vencedor. O sistema é de pontos corridos. Por causa do atraso para o início da competição, o torneio será mais curto também. Todos os anos, as 12 equipes da primeira divisão se enfrentam três vez, porém, em meio à pandemia, os confrontos ocorrerão apenas duas vezes, numa espécie de primeiro e segundo turnos.

O pontapé inicial da K-League será dado na partida entre Jeonbuk Motors e Suwon Bluewings. Sua retomada será tida como exemplo por outras ligas ao redor do mundo. Na Europa, apenas a Alemanha está próxima de restabelecer seu torneio nacional. As demais federações europeias ainda traçam planos para que a bola volte a rolar. O Brasil não mostra esse torneio na TV.  

Jogos da rodada e horários (de Brasília)

Sexta-feira

7h - Jeonbuk x Suwon

Sábado

2h - Ulsan Hyundai x Sangju Sangmu

4h30 - Incheon United x Daegu

7h - Gwangju x Seongnaw Ilhwa

Domingo

2h - Pohang Steelers x Busan I'Park

4h30 - Gangwon x FC Seoul

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.