Wander Roberto/Vipcomm
Wander Roberto/Vipcomm

Com jejum de gols, Luis Fabiano vive temporada diferente no São Paulo

Atacante passa a contribuir com mais assistências para a equipe

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

06 Março 2015 | 08h30

O atacante Luis Fabiano tem vivido um 2015 diferente no São Paulo. Com menos gols e problemas com a arbitragem, é um jogador com trabalho tático importante como pivô, mas que vive a expectativa do clássico de domingo, contra o Corinthians, para encerrar um incômodo jejum. São quatro partidas e quase um mês sem marcar.

O camisa 9 é o terceiro maior artilheiro da história do clube, porém agora vê Alexandre Pato brilhar na temporada - são oito gols marcados. Luis Fabiano tem apenas dois e não balança as redes desde quando abriu o placar nos 2 a 0 diante do XV de Piracicaba, no Pacaembu, no dia 7 de fevereiro.

"É um incômodo. Não gosto de ficar muito tempo sem fazer gol. Mas faz parte da vida do atacante. Às vezes passamos por esse momento e quem sabe isso não acabe no domingo", disse. Na partida no Morumbi o atacante ainda vai estrear um novo par de chuteiras, que foi lançado nesta quinta-feira em São Paulo.


Apesar do jejum, as atuações dele são sempre alvo de elogio de Muricy Ramalho. O trabalho de atacante centralizado atrai a marcação adversária e ajuda a abrir espaços para os companheiros. Luis Fabiano também tem se especializado em assistências e mostrou isso na goleada por 4 a 0 sobre o Osasco Audax, quando participou da jogada de três gols.

Agora contra o Corinthians, sem a presença de Pato, o principal nome do setor ofensivo do São Paulo voltará a ser Luis Fabiano. Mas bem que o camisa 9 gostaria de contar com o colega de time em campo. "Geralmente os jogadores marcam contra os seus ex-clubes. O Danilo, por exemplo, sempre está complicando a gente nos últimos clássicos", comparou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.