Ricardo Duarte/Internacional
Ricardo Duarte/Internacional

Com jejum de títulos nacionais, Inter estreia na Copa do Brasil contra o Paysandu

Odair Hellmann não contará com Rodrigo Moledo, Rodrigo Dourado e Patrick para o confronto

Redação, Estadão Conteúdo

23 de maio de 2019 | 08h06

O Internacional inicia sob pressão sua participação na Copa do Brasil, nesta quinta-feira, às 20 horas, no Beira-Rio, no jogo de ida das oitavas de final, diante do Paysandu. O técnico Odair Hellmann, os jogadores e a diretoria sabem que a torcida colorada exige a conquista de um título nacional. Campeão brasileiro pela última vez em 1979, o time não conquista a competição desde 1992.

"Não se ganha um título do dia para a noite. Mas tivemos um ano de 2018 de reestruturação e estamos precisando de algo mais neste ano", disse o meia D'Alessandro, um dos mais experientes do grupo. "Temos jogadores bons vindos da base, outros muito experientes e uma formação armada ano passado. Por tudo isso, vamos brigar por algum título", afirmou o argentino, de 38 anos.

Apesar do vice-campeonato gaúcho, quando perdeu nos pênaltis para o rival Grêmio, o Inter obteve boa campanha na primeira fase da Copa Libertadores, ao terminar em primeiro no Grupo A, à frente do atual campeão River Plate. No Brasileiro, a equipe de Hellmann está em quinto lugar, com nove pontos, todos conquistados em casa.

Odair Hellmann só não tem problemas no setor ofensivo, onde poderá escalar a dupla internacional composta pelo uruguaio Nico López e pelo peruano Paolo Guerrero.

Na defesa, o treinador não vai contar com Rodrigo Moledo, lesionado. No meio-campo, ele também não poderá utilizar Rodrigo Dourado e Patrick. Rodrigo Lindoso e Nonato ganham novas oportunidades.

Pelo lado do Paysandu, o técnico Léo Conde também vai ter três desfalques para escalar a equipe: Tony, Jheimy e Wellington Reis.

O time paraense é o quarto colocado no Grupo B da Série C do Campeonato Brasileiro, após quatro rodadas. São duas vitórias, um empate e uma derrota. No domingo, no Rio, a equipe empatou sem gols com o Volta Redonda.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.