Com jogo fraco, Cruzeiro se classifica para Libertadores

Time termina em quinto no Brasileirão e se beneficia pela vitória do Atlético Mineiro sobre o Palmeiras

Ernesto Batista, de O Estado de S. Paulo,

02 de dezembro de 2007 | 19h17

Com uma vitória de 2 x 0 sobre o América-RN, no Mineirão, em Belo Horizonte, o Cruzeiro conseguiu se classificar para a repescagem da Copa Libertadores do ano que vem na última rodada do Brasileirão de 2007. Porém o time celeste de Minas Gerais não fez uma boa partida e no final do segundo tempo ainda tomou pressão do time potiguar. Veja também: Classificação final Os resultados do campeonato O time mineiro fez o placar logo nos primeiros 25 minutos do primeiro tempo. A Raposa entrou mostrando que poderia ter metido um goleada no América-RN, que é o lanterna da tabela e foi o primeiro time a ser rebaixado para segunda divisão do Brasileirão. Logo aos três minutos, o atacante Alecsandro escorou de cabeça uma bola cruzada na área mas a cabeçada foi na trave e aos 12 minutos o time celeste já havia criado outras duas oportunidades claras de gol. Aquela altura, era só uma questão de tempo para os cruzeirenses abrirem o placar. O gol veio aos 18 minutos quando Leandro Domingues recebeu um lançamento na entrada da área, matou no peito e disparou um chute cruzado, de perna esquerda, que entrou no canto direito do goleiro Azul. Em seguida, aos 25 minutos, Wagner lançou Leandro Domingues que penetrou na grande área, acabando derrubado pelo zagueiro Klebson e o juiz paranaense Evandro Rogério Roman marcou pênalti. O artilheiro Roni cobrou a penalidade máxima e marcou os eu 12º gol na competição vestindo a camisa do Cruzeiro. A equipe Celeste não parou e continuou pressionando no primeiro tempo. Aos 27 minutos um outro chute de canhota do at Cruzeiro 2Fábio; Mariano, Leo Fortunato, Thiago Martinelli (Emerson     ) e Fábio Santos; Ramires, Charles, Leandro Domingues e Wagner (Marcinho); Alecsandro (Marcelo Moreno) e RoniTécnico: Dorival JúniorAmérica de Natal0Azul; Chiquinho, Rogélio, Nei Santos e Tony   ; João Neto (Washington), Marquinhos Mossoró, Berg e Geovane; Leo Papel (Vasconcelos) e Klebson (Ângelo)Técnico: Paulo MoroniGols: Leandro Domingues, aos 19min e Roni, aos 25min do primeiro tempoÁrbitro: Evandro Rogério Roman (PR)Renda: R$ 143.766,00Público: 29.111 pagantesEstádio: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)acante Roni quase entrou. A última chance real de gol do primeiro tempo foi do meia-atacante Leandro Domingues, que recebeu um passe de Tiago Martinelli, invadiu a área e chutou contra a meta do América -RN, mas a bola saiu rente a trave.  No segundo tempo tanto técnico celeste Dorival Menezes quanto do América -RN, Paulo Moroni , fizeram substituições. No Cruzeiro entrou o meia Emerson, no lugar Tiago Martinelli, e o atacante Washington entrou no time potiguar substituindo o meia João Neto. Porém, as duas substituições não surtiram efeito e o jogo foi morno. A torcida mineira chegou a vaiar a equipe celeste e quando o meia Wagner, um dos três cruzeirenses convocados para seleção pré-olímpica, se machucou e teve que ser substituído, a torcida começou a gritar "pipoqueiro" e pedir a entrada do atacante boliviano Marcelo Moreno, que acabou entrando aos 30 minutos no lugar do centro-avante Alecsandro. Apenas um lance de perigo foi criado pelo time mineiro: aos 23 minutos o meia Leandro Domingues conseguiu vencer o goleiro Azul e chutar a bola para o gol, mas o zagueiro Nei tirou a bala em cima da linha e evitou o terceiro gol da Raposa mineira. Logo depois o Cruzeiro ficou com um homem e a menos em campo: Emerson tomou um cartão vermelho por causa de uma falta mais dura na intermediária, mas como ele já tinha o cartão amarelo, acabou recebendo o cartão vermelho. No final do jogo o América-RN ainda chegou a assustar e o goleiro Fábio foi obrigado a fazer pelo menos duas boas defesas, uma numa cabeçada de Rogelio e outra aos16minutos quando Berg recebeu a bola na frente, entrou livre na área e bate para o gol para defesa de Fábio. Sem acréscimos, o juiz Evandro Roman acabou o jogo, que marcou o retorno do time mineiro á Copa Libertadores da América em 2008, depois de ficar três anos ausente do principal torneio interclubes das Américas. O Cruzeiro terminou o Brasileirão na quinta posição com60 pontos somados em 18 vitórias, 14 empates e seis derrotas, enquanto América-RN ficou em 20º lugar, marcou apenas 17 pontos em 38 jogos. Foram só quatro vitórias, cinco empates e 29 derrotas. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.