Com Jorginho garantido até o fim do ano, Vasco enfrenta o CRB em São Januário

Para espantar crise, Eurico Miranda se reuniu com elenco e reforçou permanência do técnico

Thiago Rabelo, especial para o Estado, Estadão Conteúdo

15 Outubro 2016 | 08h00

Cada vez mais próximo do retorno à elite do futebol nacional, o Vasco enfrenta o CRB, neste sábado, às 16h30, no estádio de São Januário, no Rio. Após perder a liderança da Série B do Campeonato Brasileiro e entrar em crise, o time tenta se reerguer para vencer o confronto da 31.ª rodada para poder ter chance de conquistar o título da competição.

Na vice-liderança com 54 pontos, o Vasco já abriu boa diferença para o quarto colocado, com 46, e está em contagem regressiva para o acesso. Também na briga por uma vaga entre os quatro melhores, o time alagoano ocupa a 10.ª posição, com 43 pontos.

Durante a semana, para espantar a crise, o presidente vascaíno, Eurico Miranda, fez uma reunião com os jogadores e garantiu a permanência do técnico Jorginho até o final da temporada. Após ter emplacado uma sequência de 34 partidas sem derrota, o treinador viu a equipe cair de rendimento e passou a sofrer duras críticas pela irregularidade em campo.

A queda no aproveitamento fez com que o time perdesse a liderança, situação que também foi amenizada durante a semana. Antes tratado como obrigação, o título já não tem o mesmo peso, inclusive pelo treinador. "Se comparar a história do Vasco, é um título que não vai ser levado em conta, mas pelo time que o Vasco é, a busca é sempre por títulos. É sempre importante vencer. Eu quero ganhar sempre, até cuspe em distância, bola de gude", disse o treinador.

Para voltar à liderança, o time conta com o retorno do zagueiro Rodrigo, desfalque na última partida por problemas pessoais. O desfalque é Jomar, que sofreu uma lesão na coxa e não atua. No ataque, Jorginho deve manter Ederson e Thalles.

Após duas derrotas consecutivas, o CRB quer surpreender o Vasco para voltar a sonhar com o acesso. Para o jogo, o técnico Mazola Júnior tem desfalques importantes como o zagueiro Flávio Boaventura e o volante Olívio, suspensos, e o goleiro Júlio César e o volante Somália, lesionados.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.