Amanda Perobelli/AFP
Amanda Perobelli/AFP

Com lesão na virilha, Gómez inicia tratamento no Palmeiras para jogar final da Libertadores

Defensor tenta se recuperar a tempo de final depois de ter deixado o gramado com dores diante do River Plate

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

13 de janeiro de 2021 | 14h56

O zagueiro Gustavo Gómez, do Palmeiras, iniciou nesta quarta-feira o tratamento para se recuperar de uma lesão na virilha esquerda sofrida na noite de terça-feira, diante do River Plate, pela semifinal da Copa Libertadores. O defensor começou o trabalho para estar liberado o quanto antes para estar em campo na final do torneio no próximo dia 30, no estádio do Maracanã. O clube não divulgou prazos de recuperação.

Gómez sentiu a lesão ainda no primeiro tempo e teve de ser substituído por Luan a poucos minutos do intervalo. Apesar da derrota por 2 a 0, o Palmeiras confirmou presença na final da Copa Libertadores pela primeira vez desde 2000, ano em que foi vice da competição. Capitão do time, o zagueiro paraguaio atuou em todas as partidas da campanha da equipe na competição.

Nesta quarta-feira os titulares receberam folga depois da classificação para a final. Apenas precisaram ir ao treino jogadores que foram reservas na semifinal ou atletas que não foram utilizados. Todos retornam ao trabalho na quinta-feira, quando o técnico Abel Ferreira define a equipe para o jogo de sexta-feira, pelo Campeonato Brasileiro. O adversário será o Grêmio, no Allianz Parque.

Por uma coincidência, as duas equipes também vão se enfrentar daqui algumas semanas pela final da Copa do Brasil. Aliás, por ter se garantido na decisão da Libertadores o Palmeiras igualou um feito histórico do time gaúcho obtido em 1995. Naquela ocasião, o clube tricolor conseguiu chegar às decisões da Libertadores e da Copa do Brasil, feito igualado somente agora, pelo Palmeiras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.