Reuters<br>
Reuters

Com lesão no joelho, alemão Özil pode voltar a jogar só em 2015

Meia do Arsenal e da seleção alemã é diagnosticado com ruptura do ligamento e ficará afastado por um período de 10 a 12 semanas

Estadão Conteúdo

08 de outubro de 2014 | 12h22

O meia Mesut Özil corre o risco de só voltar a entrar em campo em 2015. Nesta quarta-feira, a Federação Alemã de Futebol revelou que o jogador ficará afastado dos gramados por um período de 10 a 12 semanas, desfalcando o Arsenal e a seleção da Alemanha, por causa de uma lesão no joelho esquerdo.

A Federação Alemã de Futebol explicou que Özil foi submetido a uma ressonância magnética nesta quarta-feira, em Munique, e o exame detectou que o jogador teve uma ruptura do ligamento externo parcial da articulação do joelho. Diante disso, o meia poderá ficar até três meses afastado do futebol.

Mais cedo, também nesta quarta-feira, a federação disse que o problema no joelho de Özil foi descoberto quando ele se apresentou com o restante do grupo para os próximos jogos da seleção da Alemanha pelas Eliminatórias da Eurocopa de 2016. Assim, o meia ficou fora do treino e viajou para realizar exames em Munique, onde a gravidade da contusão foi definida.

Além de Ozil, Andre Schürrle também perdeu o treinamento desta quarta-feira da seleção alemã. O jogador do Chelsea apenas trabalhou em separado no hotel onde a equipe está concentrada pelo seguindo dia consecutivo.

Derrotada pela Argentina por 4 a 2, em casa, em seu primeiro amistoso após a disputa da Copa do Mundo, na qual superou justamente os argentinos na final disputada no Maracanã, a Alemanha abriu a sua campanha nas Eliminatórias da Eurocopa vencendo a Escócia por 2 a 1, em confronto válido pelo Grupo D.

A Alemanha vai enfrentar a Polônia em Varsóvia no próximo sábado, antes de receber a Irlanda em Gelsenkirchen na próxima terça-feira. Para esses próximos jogos e também para os seguintes, em novembro, os campeões mundiais não poderão contar com Özil, que corre o risco de só voltar a jogar em 2015.

Tudo o que sabemos sobre:
futinterfutebolArsenalAlemanhaÖzil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.