Matthias Schrader/AP
Matthias Schrader/AP

Com Lewandowski, Bayern de Munique admite negociar Mandzukic

Atacante croata demorou para se firmar com a chegada de Pep Guardiola, mas depois terminou a temporada com 25 gols

Agência Estado

16 de maio de 2014 | 16h13

MUNIQUE - A chegada de Robert Lewandowski ao Bayern de Munique para a próxima temporada deve marcar o fim da passagem de outro atacante pelo clube. Mesmo tendo sido um dos destaques da equipe na temporada, com 25 gols, o croata Mario Mandzukic deve perder espaço com a concorrência do novo centroavante e o próprio time alemão já admite negociá-lo.

"Naturalmente se o Mario ficar não vai ser fácil para ele porque um jogador do mais alto nível está chegando para nós. A questão é se ele vai querer enfrentar essa competição ou preferir ir para um outro clube", disse o presidente do Bayern, Karl-Heinz Rummenigge, ao jornal Frankfurter Allgemeine Zeitung.

Mandzukic sofreu para se firmar como titular do Bayern desde a chegada de Pep Guardiola, que tem como filosofia não atuar com um centroavante fixo. Diante da ótima fase do croata, no entanto, o treinador sucumbiu e passou a escalá-lo entre os 11 nas principais partidas da temporada. A chegada de Lewandowski, no entanto, deve dificultar ainda mais a vida do jogador caso ele permaneça no clube.

A prova da perda de espaço de Mandzukic aconteceu nesta sexta, quando o jogador ficou de fora da lista de relacionados do Bayern para a decisão da Copa da Alemanha diante do Borussia Dortmund, neste sábado, em Berlim. "Nós vamos falar abertamente e de maneira justa sobre tudo. Esse é um problema em aberto", comentou Rummenigge.

O curioso é que Mandzukic já esteve no papel de Lewandowski em outro momento. Em 2012 ele chegou ao Bayern após se destacar pelo Wolfsburg e acabou tirando espaço de outro atacante que vinha em grande forma, o alemão Mario Gómez, que acabou indo para a Fiorentina no meio do ano passado. Com a possível saída do clube, o Chelsea aparece como principal interessado no futebol do croata.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.