Com liderança ameaçada, Grêmio segue apreensivo

O Grêmio vive seu momento mais complicado neste Brasileirão. Ao passo que começou a competição desacreditado, sem que ninguém o apontasse como favorito ao título, o time gaúcho agora vê sua liderança de 13 rodadas ameaçada pelo Palmeiras, que está a um ponto da equipe de Porto Alegre. Para piorar, a equipe conquistou apenas nove em 21 pontos disputados neste segundo turno, e terá pela frente o arqui-rival Internacional no próximo domingo.A avaliação feita no Grêmio sobre o mau momento é de que a liderança acabou levando os adversários a observarem melhor a maneira de jogar do time gaúcho. "No ano passado foi assim com o São Paulo e agora é conosco", disse o zagueiro Léo. "Todos querem tirar uma casquinha do líder". A análise do goleiro Victor é semelhante. "Adversários que achavam que nossos resultados eram passageiros trataram de nos estudar melhor quando perceberam a boa seqüência de vitórias que construímos."Outro fator que pode ter influenciado a arrancada do Grêmio no primeiro turno foi o tempo de preparação da equipe. O time iniciou o Brasileirão pronto e em boas condições físicas, por ter uma intertemporada de um mês, graças às eliminações precoces no Campeonato Gaúcho e na Copa do Brasil. Além disso, o clube começou a sofrer desfalques por contusões e suspensões. Nos últimos jogos, teve de substituir Pereira, William Magrão, Reinaldo e Perea. Nas 19 rodadas da primeira fase só havia perdido o reserva Felipe Mattioni e Léo por algumas partidas.

ELDER OGLIARI, Agencia Estado

22 de setembro de 2008 | 21h45

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoGrêmio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.