Jose Patricio/Estadão
Jose Patricio/Estadão

Com Lúcio no banco, São Paulo enfrenta o São Bernardo fora de casa

Ganso terá chance como titular no time tricolor na partida desta quarta-feira

PAULO FAVERO, Agência Estado

20 de março de 2013 | 08h34

SÃO PAULO - Mesmo após os pedidos de desculpas ao técnico Ney Franco, o zagueiro Lúcio perdeu a posição de titular no São Paulo, que terá a dupla de zaga da última partida (Rafael Toloi e Edson Silva) no jogo desta quarta-feira contra o São Bernardo, às 22 horas, no estádio 1.º de Maio, em São Bernardo do Campo, pela 13.ª rodada do Campeonato Paulista. Outra novidade é a entrada de Paulo Henrique Ganso, que jogará ao lado de Jadson no meio de campo.

"É uma decisão (a saída de Lúcio) puramente técnica, muito em função do desempenho do Toloi e do Edson Silva no último jogo", explicou o treinador. Ney Franco garante que a situação do experiente zagueiro no clube é muito boa. "Conversei com todo o elenco e com alguns tive uma conversa individual, como foi o caso do Lúcio. Está tudo sanado. Ele não foi relacionado contra o Oeste porque estava suspenso pelo terceiro cartão amarelo e agora fica como opção no banco", disse o técnico, que elogia a dupla que jogará. "Acho que eles foram bem na defesa e ainda foram coroados com um gol na última partida. Contra o São Bernardo, vamos precisar das jogadas de bola parada porque é um campo estreito".

A polêmica com Lúcio ocorreu durante a partida contra o Arsenal, na Argentina, pela Copa Libertadores. O jogador foi substituído e, irritado, não ficou com os companheiros no banco de reservas e foi para o ônibus da delegação antes do fim da partida. No site oficial do clube, o zagueiro tornou público o pedido de desculpas ao chefe.

Se Lúcio tem motivos para estar desgostoso, Paulo Henrique Ganso vive situação oposta, já que ganhou mais uma chance para mostrar do que é capaz. Segundo Ney Franco, a formação da equipe será parecida com a que ele utilizou diante do São Caetano (vitória por 4 a 2), mas com um posicionamento defensivo um pouco diferente. "Vamos colocar o Ganso ao lado do Jadson no meio e ele vai para a nona partida como titular no ano. Minha expectativa é que faça um bom jogo".

Ney Franco não poderá contar com o lateral-esquerdo Cortez (Carleto foi mantido) e os zagueiros Rhodolfo e Paulo Miranda, todos machucados. Já Wellington ficará fora por ter tomado o terceiro cartão amarelo. Também por opção do treinador, Douglas e Aloísio ficarão na reserva. "Eu fiz a opção pelo Wallyson no ataque porque é um jogador que está precisando de uma sequência. Mas o Aloísio pode voltar a qualquer momento".

O técnico sabe que a partida que mais importa para o São Paulo na próximas semanas é a do dia 4 de abril contra o The Strongest, em La Paz. Mas ele garante que não vai usar o jogo desta quarta como um treino para a Libertadores. "Queremos aproveitar esses jogos para focar no Paulista. A intenção é terminar a fase em primeiro ou segundo para ter a vantagem do mando de campo".

SÃO BERNARDO - Wilson Júnior; Régis, Márcio Garcia, Luciano Castán e Radar; Glaydson, Daniel Pereira, Bady e Gil; Fernando Baiano e Gil. Técnico: Wagner Lopes.

SÃO PAULO - Rogério Ceni; Rodrigo Caio, Rafael Toloi, Edson Silva e Carleto; Denilson, Maicon, Jadson e Ganso; Wallyson e Luis Fabiano. Técnico: Ney Franco.

Juiz: Raphael Claus.

Horário: 22 horas.

Local: 1º de Maio, em São Bernardo

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPaulistãoSão Paulo FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.