Rosiron Rodrigues / Goiás
Rosiron Rodrigues / Goiás

Com mais 2 casos de covid-19, Goiás se fecha para tentar surpreender o Palmeiras

Clube terá grande número de desfalques para o jogo no Allianz Parque por conta da doença

Redação, Estadão Conteúdo

15 de agosto de 2020 | 14h32

O Goiás ganhou mais dois problemas para encarar o Palmeiras neste sábado pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Novamente os desfalques são por conta do surto de covid-19 que atingiu o elenco. O clube, no entanto, optou por não divulgar os nomes e nem os relacionados para a partida no Allianz Parque. Vale lembrar que os primeiros dez casos só foram a público através dos próprios jogadores.

A equipe também não confirmou, mas a CBF negou a liberação de Lucão do Break. No entender da entidade, o jogador ainda não cumpriu os 10 dias de quarentena desde que passou a estar assintomático. O último exame havia dado negativo, assim como do atacante Rafael Moura, que não pôde ser relacionado por ter feito tratamento com corticoide, substância proibido na lista antidoping.

Com isso, a dupla só estará à disposição na próxima semana, assim como os seguintes Tadeu, David, Jeferson, Sandro, Ratinho, Keko, Mike, Quevedo e o Lucas Cavalcante. Por outro lado, deverá ter o retorno neste sábado do volante Gilberto Júnior.

Além da entrada dele, o técnico Ney Franco deverá fazer duas mudanças. Yago Rocha e Thalles deverão perder espaço para Juan Pintado e Douglas Baggio, respectivamente. Essas mudanças já haviam sido realizadas no intervalo da derrota por 2 a 1 para o Athletico-PR, quarta-feira, em Curitiba.

Ney Franco, apesar das baixas, tem procurado passar tranquilidade aos jogadores. "Embora enfrentemos o Palmeiras em São Paulo, nós acreditamos que podemos jogar mais para frente, em relação ao jogo contra o Athletico. Estamos nos adaptando às dificuldades, mas temos a confiança que faremos um bom jogo".

Para Entender

Brasileirão 2020: onde assistir, premiação, times, calendário e muito mais

Campeonato será finalizado apenas em fevereiro de 2021, em razão do atraso no início da competição, por causa do novo coronavírus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.