Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Com máscara, Renato Augusto volta a treinar com bola

Clube comprou quatro máscaras diferentes no Mercado Livre, site de vendas na internet

VÍTOR MARQUES, Agência Estado

12 de julho de 2013 | 17h41

SÃO PAULO - Com uma máscara de proteção no rosto, Renato Augusto voltou a treinar com bola no Corinthians, nesta sexta-feira. O meia participou normalmente do rachão e manteve as chances, ainda que remotas, de enfrentar o São Paulo no jogo da volta da Recopa Sul-Americana, na próxima quarta-feira.

Renato Augusto utilizou uma máscara, de acrílico e silicone, para proteger o rosto em razão da cirurgia realizada na segunda-feira. A operação corrigiu uma fratura sofrida em um dos ossos do rosto durante partida contra o Bahia, no domingo passado. A máscara evitou maiores riscos de nova lesão no local.

Para voltar ao treino, Renato Augusto contou com um esforço extra do Corinthians. O clube comprou quatro máscaras diferentes no Mercado Livre, site de vendas na internet, e mandou um motoboy buscar a encomenda em Campinas. Inicialmente, um dos patrocinadores do atleta iria adquirir a proteção para o rosto.

Foram comprados quatro modelos diferentes de máscara para que Renato Augusto encontre a que melhor se ajusta ao seu rosto. Na prática, a proteção evitará maiores riscos em caso de impacto de pequeno e médio porte, explicou o fisioterapeuta Bruno Mazziotti. "A máscara tem um objetivo mais psicológico", justificou.

Renato Augusto deverá participar normalmente dos treinos de sábado e domingo, mas tem poucas chances de jogar contra o São Paulo, apesar de apresentar boas condições físicas. A eventual ausência na Recopa será por precaução. "O Renato está bem, o edema diminuiu muito e a dor está controlada. Ele poderia jogar. Mas precisamos ainda avaliar como ele vai reagir com a máscara", disse Mazziotti.

O meia não é a única dúvida no time. Douglas, Emerson e Danilo, também em processo de recuperação, correm o risco de desfalcar o Corinthians na próxima quarta. Danilo é o que tem mais chances de voltar à equipe no clássico. Nesta sexta, o trio disputou o rachão, assim como Renato Augusto.

Dos três, quem mais preocupa é Douglas, com uma lesão no tornozelo direito. Emerson e Danilo se recuperam de uma contusão no joelho esquerdo. Mas todos têm chances de enfrentar o São Paulo. "Trabalhamos para que possam jogar na quarta-feira", afirmou o fisioterapeuta.

Para o jogo deste domingo, contra o Atlético-MG, pelo Brasileirão, o time só será confirmado no treino deste sábado. A tendência é que o técnico Tite repita a escalação de quinta, com Cássio; Edenílson, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Guilherme e Ibson; Romarinho, Guerrero e Alexandre Pato. Alessandro, voltando de lesão, deve ser poupado no fim de semana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.