Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Com medidas contra a covid-19, Corinthians espera pela seleção brasileira

Palco do jogo contra a Bolívia e centro de treinamento contam com diversos equipamentos para proteger a saúde dos jogadores de Tite

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

06 de outubro de 2020 | 10h00

A seleção brasileira inicia sua busca pela classificação para a Copa do Mundo no Catar nesta sexta-feira, às 21h30, em jogo contra Bolívia, marcado para a Neo Química Arena, casa do Corinthians, em São Paulo. O clube promete atenção redobrada para receber os jogadores em sua arena e também no CT, onde o time de Tite fará treinamentos antes de viajar para enfrentar o Peru, na próxima terça-feira, em Lima. 

O Corinthians adotará procedimentos semelhantes aos já utilizados com os atletas do time profissional e visitantes. O único pedido extra por parte da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) é que os quatro funcionários do clube, que ficarão no centro de treinamento para auxiliar os jogadores da seleção, passem por exames 72 horas antes de terem contato com os atletas. Serão um segurança, um roupeiro, um analista e um massagista.

Além disso, o Corinthians deixará disponível para todo o grupo do Brasil, um túnel de desinfeção e uma câmera que detecta a temperatura corporal de cada um. São itens instalados no CT e na arena desde o retorno das competições após paralisação em razão do novo coronavírus. 

No túnel, quando o atleta passa por ele, um spray desinfetante com clorexidina é disparado por todo o corpo. Já a câmera serve para medir a temperatura dos profissionais. O sistema é semelhante ao adotado pela pistola de termômetro digital,  utilizada frequentemente nos comércios pelo Brasil. A diferença é que a câmera salva os dados para efeito de comparação e vai para um banco de dados. 

De acordo com a programação da CBF, a seleção treinará em Teresópolis de segunda até quarta-feira, quando viajará à noite para São Paulo. Na quinta, às 17h30, fará um treino de reconhecimento do gramado na Neo Química Arena. Na sexta, enfrenta a Bolívia, às 21h30. 

Nos três dias seguintes, a atividade será no CT Joaquim Grava. Sábado e domingo, os treinos serão às 15h30 e na segunda-feira, o trabalho começará às 10h. Na segunda mesmo, às 17h, a delegação viajará para Lima, onde irá enfrentar o Peru, na terça-feira, às 21h (horário de Brasília). Depois disso todos os atletas estarão liberados para voltar a seus respectivos clubes.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.